Rádio Voz do Maranhão

sábado, 25 de maio de 2024

Homens que assassinaram jovem e tentaram matar mais três da mesma família são condenados a mais de 60 anos de prisão, em São Luís

Os jurados do 1º Tribunal do Júri de São Luís condenaram, nessa quinta-feira (23), Moisés Costa dos Santos, conhecido como ‘Mandela’, e Maxsuel de Andrade Mendes, conhecido como “Pirata, Galo ou Prata”, pela morte de Gabriel Costa Pereira e tentativa de homicídio contra o adolescente T.C.P, Lucas Costa Pereira e Alex Sandro Barbosa Costa.

Moisés Santos vai cumprir pena de 65 anos e 04 meses de reclusão. Já Maxsuel Mendes foi condenado a 63 anos, 03 meses e 15 dias de reclusão.

O crime ocorreu no final da tarde do dia 27 de março de 2022. Os quatro jovens – três irmãos e um primo – estavam sentados na porta de casa, na Vila dos Frades, área do Coroadinho, quando foram alvejados por tiros.

As vítimas estavam conversando quando dois homens em uma motocicleta chegaram atirando. O homem que estava na garupa do veículo atirou várias vezes contra os jovens que, já alvejados, correram para dentro de casa. A mãe de três das quatro vítimas, que também estava na frente da residência, no momento dos disparos correu para a frente dos acusados na tentativa de impedir que matassem os filhos dela.

Gabriel Costa Pereira, na época com 18 anos de idade, morreu já dentro da residência e os irmãos dele T.C.P e Lucas Costa Pereira, de 15 e 16 anos de idade, e o primo Alex Sandro Barbosa Costa, de 18 anos, ficaram gravemente feridos. A mãe não foi atingida pelos disparos.

Durante a sessão do júri popular, presidida pelo juiz titular da 1ª Vara do Júri, Gilberto de Moura Lima, no Fórum Des. Sarney Costa (Calhau), os réus negaram ser os autores dos disparos de arma de fogo, mas não comprovaram onde estariam no momento do crime.

O pai e a mãe de três vítimas e tios da quarta vítima foram ouvidos durante o julgamento e afirmaram ter visto os acusados no local e que os dois réus são os autores do homicídio e das tentativas de homicídio. Também disseram que desconhecem a motivação do crime.

Motivo torpe

Os réus foram condenados por homicídio qualificado por motivo torpe e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima. Em relação às demais vítimas, os acusados foram condenados por homicídio tentado, também com as qualificadoras “motivo torpe e uso de recurso que dificultou a defesa do ofendido”.

Moisés Santos foi condenado a 28 anos de reclusão pelo crime de homicídio e a 37 anos e quatro meses pelas três tentativas de homicídio. Já Maxsuel Mendes foi condenado a 27 anos, 01 mês e 15 dias de reclusão pelo crime de homicídio e a 36 anos e 02 meses de reclusão pelas tentativas de homicídio.

Os sentenciados vão cumprir as penas integralmente em regime fechado, com observação do artigo 1º, inciso I, das Leis dos Crimes Hediondos (Lei nº 8.072/1990). É considerado hediondo o crime de homicídio, quando praticado em atividade típica de grupo de extermínio, e homicídio qualificado.

Na sentença do júri, o juiz Gilberto de Moura Lima diz que “os réus, membros de uma facção criminosa, ostentam uma personalidade covarde, que não poupam sequer jovens e adolescentes inocentes de sua ira insana. A frieza e desconsideração demonstradas em suas condutas evidenciam uma crueldade incomensurável”, destaca a sentença, e acrescenta: “os réus, ao escolherem como alvos vidas tão jovens e vulneráveis, demonstraram uma desconsideração total pela vida humana”.

Ainda, conforme os autos, a motivação do crime é decorrente de desavenças entre facções criminosas. “É imperioso lembrar que, até prova em contrário, não tem informações nos autos de que as vítimas sejam integrantes de facções criminosas”. As vítimas não possuem envolvimento em crime e não têm passagem pela polícia.

Os dois réus já foram presos e condenados por outros crimes. Maxsuel de Andrade Mendes foi condenado 1ª Vara de Entorpecentes de São Luís. Moisés Costa dos Santos também já foi processado e condenado por decisão transitado em julgado, na Comarca de São José de Ribamar-MA, no ano de 2020) e na 4ª Vara Criminal de São Luís (2019).

Atuaram na acusação o promotor de justiça, Rodolfo Reis, e na defesa a defensora pública Caroline Malaquias Pinheiro.

Após o julgamento, os dois condenados foram levados de volta para a Penitenciária de Pedrinhas, onde já estavam presos.

...................

Postagem relacionada:

Jovem é assassinado a tiros e mais três ficam feridos na Vila dos Frades, em São Luís

9 comentários:

  1. Aqui no MA faccionados e milicianos, não têm vez. Cadeia nesses bandidos.

    ResponderExcluir
  2. Esses aí adoraram a liberação de armas, andavam armados e agora vão mofar na cadeia.

    ResponderExcluir
  3. Quem mandou seguir o Bosta? Só dar nisso. Todos que seguiram e seguem o verme, acabam se lascando. É só uma questão de tempo. Quem fez o certo foi o ex juiz corrupto Sérgio Bosta, que armou para tirar Lula das eleições de 2018 e assim poder eleger o MINTO, porque pretendia ser Ministro do STF. Mas quando o verme não indicou ele, pediu pra cagar e saiu do desgoverno e ainda deu uma entrevista coletiva, confirmando o que todo o povo brasileiro já sabia: o Bosta estava interferindo na PF pra não vê os filhos milicianos presos. Kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Esse Bosta causou muito mal ao Brasil, ainda bem que temos Lula pra corrigir as atrocidades desses Direitopatas.

    ResponderExcluir
  5. Ei bostanaristas! Sabemos que não têm capacidade mental, mas vc poderiam pedir há alguem pra acessar a página do Ministério Público Federal e lê a notícia no site do Órgão? É que lá está constando que 21 ex Procuradores da República que integraram a organização criminosa, apelidado de Lava Jato, que pregava o discurso de combate à corrupção e se associaram com o ex Juiz Sérgio Merda, para armarem contra políticos e empresários- tiveram as penas de demissão, ou seja, rua, pé na bunda, desempregados- confirmadas pelo CNMP. E adivinhem porque? Todos esses bandidos apropriaram- se de dinheiro devolvidos por empresas, cujos os donos eram obrigas a confessar crimes que nem cometeram, para poderem receber a liberdade de volta. Eita que o mundo gira em bostanaristas?

    ResponderExcluir
  6. Micheque
    Roubo de joias
    Motociatas com dinheiro público
    Pobre de Direita
    Vandalismo
    Desrespeito à Constituição
    Indulto pra Deputado bombado e bandido
    Fake News
    Marielle
    Bandidos armados
    Tentatica de Golpe de Estado.

    ResponderExcluir
  7. Atenção, atenção, bostanaristas! Vcs ouviram, (porque não sabem ler, escrever) a notícia da operação da PF na Bahia e em Pernambuco que prendeu 23 traficantes de armas de grosso calibre, disfarçados de CACS? Adivinhem o nome operação? operação BAAL, que era aquele falso Deus que o povo de isrrael passou a idolatrar, abandonando o Deus verdadeiro. Por isso, se fuderam 😂😂😂😂

    ResponderExcluir
  8. Todo esquerdopata é doente da cabeça. Eis a prova kkkkkk

    ResponderExcluir
  9. Todo Direitopata é doido e quando foram defender o inelegível levaram muito chifre, são acéfalos e sem noção. Alguns gostavam das motociatas e ainda levavam um macho na traseira, tudo boiola.

    ResponderExcluir