sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Justiça confirma legalidade da pesquisa Econométrica

Em decisão proferida nesta sexta-feira (14), o desembargador Raimundo Barros confirma a legalidade da pesquisa Econométrica e permite a divulgação dos resultados tanto na propaganda eleitoral quanto nos veículos de comunicação.

“Entendo que não houve a divulgação antecipada dos dados da pesquisa (…) O que houve foi … mera notícia em blogs (…) o que evidencia inexistência de divulgação antecipada do seu resultado”, afirma Barros.

O desembargador se baseou nos mesmos argumentos que elencamos mais cedo.

Valendo-se de uma conversa de WhatsApp, onde NÃO HÁ os números da pesquisa e tampouco os gráficos da Econométrica, a coligação do candidato Eduardo Braide entrou na justiça para impedir a divulgação. Ora, qualquer um pode usar um grupo de Whats, fazer prognósticos sobre pesquisas e falar o que quiser, ensejando uma armação.

O factoide arquitetado é caracterizado quando a tal diferença de cinco pontos que aparece na conversa, é falsa. A pesquisa mostrou que foi de apenas quatro pontos de um candidato para outro. O desembargador Raimundo Barros cita esse detalhe na sua decisão.


Mais uma vez vale destacar o trabalho do competente advogado Marcos Braid, que atou brilhantemente no envio dos esclarecimentos necessários à Justiça.


Informações do Blog do John Cutrim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...