terça-feira, 14 de agosto de 2018

Julgamento sobre inelegibilidade de Ricardo Murad é adiado para o próximo dia 21; placar é de 3 a 1 pela condenação



O julgamento sobre a inelegibilidade de Ricardo Murad (PRP), condenado em primeira instância, foi suspenso pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE/MA), após pedido de vistas do juiz Itaércio Paulino da Silva. Até o momento, o julgamento está 3 a 1 para a manutenção da condenação à Murad. A sessão foi adiada para o próximo dia 21 de agosto.

O relator do processo, o juiz Júlio César Lima Prazeres, votou a favor sentença da juíza Josane Araújo Farias, da 8ª Zona Eleitoral, de Coroatá, proferida em outubro do ano passado. Também votaram a favor os juízes Vicente de Paula Gomes de Castro, Welington Cláudio Pinho de Castro. O único a votar contra, até o momento, foi o juiz José Eduardo Moreira.

Faltam apenas o voto de mais dois juízes. Com o placar de 3 a 1, se receber mais dois votos a seu favor. Com o empate, Ricardo Murad dependerá da decisão do presidente do TRE, o desembargador Ricardo Dualibe.

Caso tenha algum voto contra dos dois restantes, Murad ficará inelegível e impossibilitado de disputar as eleições para o cargo de deputado federal.

Com informações do Blog do Garrone

Um comentário:

  1. Roberto Rocha registra sua candidatura de forma frustrada, pois mesmo sendo filho de ex-governador, criado nos jardins do palácio e oferecendo milhões como barganha, não conseguiu a proeza, após varias tentativas de ter Maura Jorge enquanto Vice em sua chapa, que hoje nessa manhã de terça-feira fez seu registro.

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...