Rádio Voz do Maranhão

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Aluísio Mendes reage aos ataques de Raimundo Cutrim


“Quem deve julgar o comportamento do deputado é o povo que o elegeu e que não é atacando o secretário que o deputado faz sua defesa”, foi assim que reagiu o secretário de Segurança do Maranhão, Aluísio Mendes, ao pronunciamento do deputado Raimundo Cutrim que o chamou de “moleque travestido de secretário” e que não teria condições de ser nem faxineiro da secretaria. Aluísio Mendes estava em Brasília na manhã de ontem quando Cutrim fez o pronunciamento na tribuna da Assembleia.
Sobre a acusação de que o matador de Décio Sá poderia ter sido orientado a citar o nome de Cutrim, Aluísio disse que desconhece tal decisão, até por não ter envolvimento direto com as investigações. “Quem faz este tipo de ilação é quem é acostumado com essa prática. O depoimento (do Jhonatan Silva) foi acompanhado pela comissão de delegados que investiga o caso, com a presença do Ministério Público. Ele (o pistoleiro) prestará também depoimento à Justiça”, acrescentou o secretário.
Mendes informou que recebeu um telefonema do presidente da Assembleia Legislativa, ainda na manhã de ontem (26), para que o caso seja discutido em uma reunião, possivelmente na sede do poder Legislativo. O secretário disse a Arnaldo Melo que está à disposição da Assembleia.
O secretário afirmou que as investigações em torno das ações da organização criminosa continuam, principalmente agora que estão surgindo crimes correlatos ao de Décio Sá.
Essas declarações foram dadas por Aluísio Mendes, na Rádio Educadora, na manhã desta quarta-feira (27).
Publicado também no blog do Gilberto Lima no portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário