Rádio Voz do Maranhão

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Perícia conclui que o jornalista Décio Sá foi assassinado com seis tiros. Reconstituição será feita na próxima semana


O Instituto de Criminalística do Maranhão (ICRIM) divulgou, na tarde desta sexta-feira (15), o resultado da perícia sobre o assassinato do jornalista Décio Sá. Apresentando imagens das cápsulas deflagradas, os peritos explicaram que o jornalista foi assassinado com 6 tiros, sendo 5 deles fatais. Foram dois tiros na cabeça e quatro no restante do corpo, à altura do tórax. Todos os disparos foi feitos à curta distância e por trás do jornalista.

Os peritos explicaram que foram analisados cerca de 300 vídeos, coletados a partir das 22h05 da noite do dia 23 de abril, de câmeras localizadas na Avenida Litorânea e de outras vias da cidade por onde os executores do jornalista passaram. A arma utilizada no crime não foi periciada porque, segundo informações de Jhonatan Silva, autor o crime, a mesma foi jogada ao mar, na travessia de ferry-boat com destino à baixada maranhense, dois dias depois do assassinato. 

A pistola que foi apreendida em poder do capitão Fábio Silva, ex-subcomandante do Batalhão de Choque da PM, ainda não foi periciada. O militar é acusado de ter fornecido a arma para a prática do crime.

Segundo a perícia, o resultado do exame de balística, na análise do lote da munição, chegou-se à conclusão que os projéteis eram de origem da Polícia Militar do Maranhão. O carregador é de uma arma pistola 24/7 .40, de uso exclusivo da polícia.

Na próxima semana, os peritos do ICRIM vão fazer a reconstituição do crime, em duas etapas. A primeira delas, será feita à noite, no horário em que o jornalista foi assassinado, a partir do Sistema Mirante, de onde o jornalista saiu, por volta das 21h30, até a Avenida Litorânea.

Cheques apreendidos

O ICRIM aguarda o envio de cheques apreendidos com a quadrilha para perícia. Um desses cheques, de uma prefeitura do interior, no valor de R$ 6.000,00, já foi periciado, constatando-se que houve falsificação de assinatura. O responsável já foi chamado para prestar esclarecimentos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário