Rádio Voz do Maranhão

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Antes de ser assassinado, Décio Sá esteve reunido com o agiota Gláucio Alencar


Gláucio Alencar conseguiu barrar publicações sobre
o assassinato de Fábio, em Teresina
Dias antes de ser assassinado, o jornalista Décio Sá esteve reunido com o empresário e agiota Gláucio Alencar para tratar da não publicação de detalhes sobre o assassinato do empresário Fábio Brasil, em Teresina. O encontro foi realizado no apartamento do advogado Ronaldo Ribeiro, na península a Ponta D´Areia, em São Luís. Essa informação consta do depoimento de Gláucio aos delegados que investigam o assassinato do jornalista, bem como as ações desse grupo que tem como principal atividade a prática da agiotagem.

Nesse depoimento, Gláucio Alencar afirma que tomara conhecimento, através do advogado Ronaldo Ribeiro, que Décio Sá havia publicado em seu blog informações sobre a morte de Fábio Brasil, a pedido de Telmo Júnior. “O Sr. Telmo Jr. Havia ligado para o Décio pedindo que colocasse a notícia de morte de Fábio Brasil, o que ocorrera de forma efetiva por duas vezes”, disse Alencar. Telmo Júnior seria um concorrente de Gláucio no mercado da agiotagem e teria interesse na publicação de informações sobre o assassinato de Fábio Brasil.

Gláucio começou a ficar preocupado depois da segunda postagem sobre o caso, dando conta que o assassinato de Fábio Brasil poderia estar ligado a agiotas do Maranhão. Diante da repercussão, o advogado Ronaldo Ribeiro, que trabalha para Gláucio, ligou para Décio e o jornalista lhe disse que alguns comentários dentro da postagem, que falavam no agiota e no seu pai, Miranda, haviam sido filtrados e não publicados. No entanto, segundo Gláucio, esses comentários deletados podiam ser vistos no site de buscas Google.

Postagens no Blog do Décio que teriam preocupado o agiota Gláucio Alencar
Com medo dos desdobramentos do caso, e de outras publicações envolvendo seu nome, Gláucio Alencar procurou amigos que pudessem intermediar uma conversa com o jornalista Décio Sá. O empresário diz que procurou Fábio Câmara, assessor do deputado Ricardo Murad (secretário de saúde) para que conversasse com o jornalista para que não publicasse mais reportagens sobre a morte de Fábio Brasil. Fábio Câmara se comprometeu em proporcionar o encontro com as presenças de Ronaldo Ribeiro e Décio Sá. O almoço foi marcado para o mesmo dia, mas com a intermediação de Ronaldo Ribeiro, pois Gláucio resolveu deixar Fábio Câmara de lado, pois percebeu que este estava com outros afazeres.

Nesse encontro, Décio Sá teria se comprometido em não publicar mais esses assuntos relacionando  Gláucio Alencar e pai, Miranda, ao caso de Fábio Brasil. Ao ser indagado se houve algum tipo de proposta financeira ou alguma vantagem para que Décio não publicasse mais nada sobre o crime, Alencar disse que o pedido foi feito através do advogado Ronaldo Ribeiro, que tinha bastante influência sobre o jornalista, não sabendo precisar se houve alguma movimentação nesse sentido. Depois desse encontro, nenhuma postagem sobre o assassinato de Fábio Brasil foi publicada no blog do jornalista.

Gláucio Alencar afirma que tomou conhecimento do assassinato de Décio Sá, na noite do dia 23 de abril, na Avenida Litorânea, através de seu funcionário de nome Hélcio, via celular, e que imediatamente foi para a sacada de seu apartamento, de onde se tem uma visão privilegiada da Avenida Litorânea.

Os detalhes desse encontro de Décio Sá com o agiota Gláucio Alencar estão nas páginas 09 e 09 do depoimento do agiota.












Nenhum comentário:

Postar um comentário