segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Presa quadrilha especializada em roubo a bancos na modalidade “sapatinho”

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência de Investigações Criminais (Seic), prendeu, na tarde da última sexta-feira (1º), oito integrantes de uma quadrilha especializada em roubo a bancos, na modalidade “sapatinho”.

Os presos foram identificados como Anderson da Silva Viana, conhecido como "Dudu", Ronildo Freitas Mendes, o "Indio Bravo", Moisés Lopes De Moraes, Pedro Alves Sousa Oliveira, o "Pedrinho", Lucas Cardoso Assunção, Wanderson Aguiar Da Luz, o "Juninho", Cleidiane Cordeiro Da Silva, a "Loura" e o menor J.P.A.S.

Eles foram surpreendidos pelos policiais no momento em que se preparavam para praticar o crime de extorsão mediante sequestro contra funcionários de uma instituição financeira na cidade de Poção de Pedras, a 316 km de São Luís.

Foram apreendidos dois revólveres, uma pistola, uma escopeta e aparelhos celulares.

De acordo com informações da polícia, Anderson Viana, o "Dudu" já possuía mandados de prisão pelas comarcas de Timon e Buriticupu. Já Ronildo Mendes, o "Índio Bravo", é foragido da Justiça do Estado do Pará, onde responde a vários processos criminais.

Após autuação, os presos foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficarão à disposição da Justiça.

A operação para desarticular essa quadrilha contou com o apoio das Delegacias Regionais de Bacabal e Pedreiras, além do apoio operacional do Centro Tático Aéreo (CTA) e do COSAR.

O roubo na modalidade “sapatinho”

No assalto na modalidade “sapatinho”, funcionários do banco e seus familiares são sequestrados para facilitar a invasão de agências sem chamar atenção.

Geralmente uma parte da quadrilha faz a família refém, enquanto um dos bandidos segue com o funcionário à agência, com o objetivo de se apropriar de dinheiro.


Após o roubo, os reféns e o funcionários são libertados em algum lugar distante da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário