Rádio Voz do Maranhão

sexta-feira, 15 de setembro de 2023

Policial federal e quatro bandidos morrem em operação na Bahia

Um segundo policial federal e um policial civil ficaram feridos na ação, que buscavam integrantes de uma facção envolvida com tráfico e outros crimes

Uma policial federal morreu e outros dois policiais ficaram feridos (um federal e um civil) durante uma operação da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO) realizada na manhã desta sexta-feira (15), no bairro de Valéria, em Salvador. Até o momento, quatro criminosos morreram.

O policial Lucas Monteiro Caribe chegou a ser socorrido com os outros dois agentes para o Hospital Geraldo Estado (HGE), na capital baiana, mas chegou à unidade sem vida. Não há detalhes sobre o estado de saúde dos outros policiais. Não há informações sobre o estado de saúde dos outros policiais atingidos pelos disparos.

De acordo com a SSP-BA, dos 4 suspeitos que morreram, dois faziam parte do grupo criminoso que trocou tiros com os policiais. Os outros, horas depois, morreram em uma região de matagal, entre os bairros de Valéria e Rio Sena, durante a fuga.

A 'Operação Fauda' também já apreendeu dois fuzis e duas pistolas calibre 9mm. Carregadores e munições abandonados foram localizados. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), as forças buscam por integrantes de uma facção envolvida com tráfico de drogas, homicídios, roubos, entre outros delitos.

Cerca de 100 policiais de unidades ordinárias e especializadas das forças federal e estadual participam da operação integrada. Helicópteros do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar realizam varreduras na região de Valéria e do Subúrbio Ferroviário. Do alto, os militares do Graer avaliam possíveis rotas de fuga e repassam informações para as equipes terrestres.

Impactos na região

O bairro de Valéria fica em um ponto estratégico da Salvador para o tráfico de drogas, segundo a polícia. Os moradores relatam que é comum confrontos entre facções criminosas de atuação local. A comunidade fica em uma região que margeia duas rodovias, a BR-324 e a BA-528, conhecida como Estrada do Derba. Além disso, a localidade está em um dos limites de Salvador, próximo ao município de Simões Filho, e têm uma extensa área de matagal.

Por causa da ação, um intenso engarrafamento foi formado nas regiões da Estrada do Derba, Estrada Velha de Paripe e na Avenida Afrânio Peixoto, conhecida como Suburbana.

Segundo a Secretaria de Mobilidade de Salvador (Semob), os ônibus do transporte público da capital baiana tiveram o itinerário desviado. Os veículos que seguem no sentido BR-324 passam a trafegar pela Avenida Suburbana.

Já os que seguem sentido Base Naval, estão retornando para a BR-324 antes do local da operação policial e de lá continuam o itinerário.

A FICCO foi lançada em agosto deste ano pela SSP-BA e Polícia Federal. O objetivo é de intensificar, em caráter especial, o enfrentamento às organizações e associações criminosas. A integração entre os governos estadual e federal será feita de forma pontual, caso eles entendam que exista a necessidade, como foi o caso de Valéria.

Nesta sexta, o governador Jerônimo Rodrigues apresentou novas viaturas na cidade de Feira de Santana, a 100 km de Salvador; e falou sobre as operações. Ele lamentou a morte do policial federal e ressaltou o objetivo das ações desta sexta-feira (15).

"Eu quero me solidarizar com a Polícia Federal, que perdeu um homem na iniciativa de uma operação, em Valéria. É uma iniciativa da polícia em desmontar a atuação do crime organizado na Bahia", disse Jerônimo Rodrigues.

Ainda de acordo com o governador da Bahia, a determinação dele, do secretário de segurança Marcelo Werner, do presidente Lula e do ministro Flávio Dino é de que a polícia "não dê trégua" para os criminosos.

"Nós não queremos e determinamos que sejam trazidos corpos. Queremos presos, para que a gente possa, a partir da prisão deles, garantir mais informações e fazer uma operação com sucesso", afirmou.

A Bahia vive momento de insegurança nos últimos meses, com troca de tiros entre policiais e homens armados e apreensões de armas pesadas. No início de setembro de 2023, o secretário de Segurança Pública da Bahia, Marcelo Werner, admitiu que a guerra entre facções é a principal responsável pela violência no estado.

Jerônimo Rodrigues disse ainda que o incêndio no ônibus registrado na manhã desta sexta (15), em Castelo Branco, foi uma forma que os criminosos tentaram para dispersar a atenção da polícia e da imprensa.

Flávio Dino

Nas redes sociais, o Ministro da Justiça, Flávio Dino, escreveu: “Minha solidariedade aos policiais federais e estaduais atingidos por tiros na manhã de hoje na Bahia, quando estavam cumprindo mandados judiciais. Infelizmente o policial federal Lucas faleceu. O Diretor Geral da PF em exercício, delegado Gustavo Souza, vai hoje à Bahia para acompanhar os fatos e estabelecer as orientações cabíveis”.

7 comentários:

  1. DE JANEIRO PRA CÁ BANDIDO TOMOU FOI CONTA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes nao existia bandido né decio pitinini?

      Excluir
  2. Armas liberadas por desgoverno das milicias dá nisso, bandido matando polícia.

    ResponderExcluir
  3. O amor, a paz, a tolerância voltou mesmo há apenas 08 meses, mas como todos sabem vencer e eliminar o mal não é fácil, principalmente quando enraizado por quatro anos por vários psicopatas que pensavam como ditadores . E por falar nisso, o STF acabou de condenar a 16 anos de cadeia, 4 dos 1638 patriotarios que integram uma organização terrorista que saqueou, roubou , destruiu e tentou matar centenas de pessoas de bem no aeroporto de Brasília colocando bombas em um caminhão tanque. Moçada, preparem o facão, daqui há alguns dias surgirão 1638 cornos que irão mofar cadeia, deixando as esposinhas com pernas abertas para receber taca, na camas dos cornos. Viva a democracia. Fora bostanaro e sua gangue

    ResponderExcluir
  4. Falta prender muito bandido revelado no desgoverno do larápio das joias, eles agora não tem proteção do presidente, vão se lascar, já temhuns condenados e outros serão em breve.

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. A Bahia é governada pelo partido das trevas a mais de 16 anos o barril de pólvora explodiu depois de anos de pavio aceso agora a culpa é do Bozo kkkkkkk...O tal do petista é cínico pra que dá vergonha!

      Excluir