Rádio Voz do Maranhão

sábado, 11 de novembro de 2023

Nove policiais são autuados em flagrante e presos após “ação miliciana” com morte em Barra do Corda; PMs foram contratados por fazendeiro

 

Nove policiais foram autuados em flagrante e presos depois de uma tentativa de despejo, na tarde dessa sexta-feira, 10, em Barra do Corda, quando foram emboscados. Uma caminhonete foi incendiada e um sargento morreu no local. Eles estavam à paisana, armados, e foram contratados por um fazendeiro, numa ação típica de milícia.

Seis dos presos estão recolhidos no quartel de Barra do Corda. Dois outros, baleados, estão hospitalizados na cidade, mas presos. O nono, por ser agente auxiliar penal, está no presídio do município. Todos serão transferidos para São Luís.

Armas e coletes apreendidos

Com os presos, foram apreendidas:

— 01 pistola Beretta, AA004499B, SENASPMJSP, com 01 carregador e 17 munições;

— 01 pistola G2C, 9mm, ACL565312, com 02 carregadores e 21 munições;

— 01 pistola PT 840 PRO, SBY44449, com 01 carregador e 5 munições;

 — 01 pistola G 2C.40, ADC117725, com 01 carregador e 10 munições; — 01 pistola G2C 9mm, com 01 carregador e 13 munições;

— 01 pistola PT 840 .40, carga da PM, SHO13958, com 01 carregador e 15 munições;

— 01 pistola TH 40 .40, ABC717094, com três carregadores e 31 munições;

— 01 pistola 640 .40, SHY92230, com três carregadores e 31 munições;

— 02 coletes balísticos, sendo um com numeração não identificada e outro pertencente ao cabo Marconde, com numeração 68288.32, carga PMMA. 

Nota da SSP

Neste sábado (11), a Secretaria da Segurança Pública (SSP) emitiu nota sobre os incidentes, que aconteceram zona rural do município, em que policiais militares foram emboscados por posseiros. O sargento Almir foi morto a tiros e ficou com o corpo carbonizado.

“A Secretaria de Segurança Pública determinou às Policiais Civil e Militar imediata apuração do ocorrido, bem como as providências necessárias.

Nove policiais foram autuados em flagrante delito pelo crime de formação de milícias, sendo oito policiais militares e um auxiliar de segurança (servidor temporário). Desses, seis encontram-se recolhidos ao quartel de Barra do Corda e serão transferidos posteriormente para o quartel do Comando Geral em São Luís.

Em razão das lesões sofridas, dois policiais militares foram levados para hospital e tão logo tenham alta médica também serão recolhidos ao quartel. O agente penal auxliar penal foi levado para o presídio da região. Ainda como resultado da ação, um policial foi morto.

Para agilizar as investigações, ainda na noite de sexta foram enviados reforços às polícias Civil e Militar para a região onde os fatos aconteceram. Uma equipe do Instituto de Criminalística (Icrim) também foi encaminhada ao local para a realização de perícia.

Por fim, a Secretaria de Segurança Pública destaca que não compactua com desvio de conduta dos agentes das forças e segurança e que vai atuar com rigor na apuração dos fatos, tanto no inquérito policial como por meio de procedimento administrativo instaurado pelo comando da Polícia Militar”.

Com informações de O Informante

....................

Postagem relacionada:

Policiais militares são mortos durante tentativa de despejo em Barra do Corda; eles estavam à paisana e foram contratados por um fazendeiro

8 comentários:

  1. Rua, cadeia e chifre nesses biqueiros milicianos. Neste governo milícias não ten vez. Valentões jaja deixarão nove pobres esposinhas carentes😂😂

    ResponderExcluir
  2. 9 policiais bandidos bagunçando a corporação...tem que investigar e saber quantas pessoas essa milícia já executou no Maranhão principalmente posseiros e lavradores.

    ResponderExcluir
  3. Gilberto,
    Auxiliar penitenciário temporário não é Polícia.
    Ass: João Sousa

    ResponderExcluir
  4. Esses aux.penal são muito empolgado de ser policia e não é.
    Cadeia nele e nos militares bandidos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe auxiliar penal.
      Existe a figura do AUXILIAR PENITENCIÁRIO TEMPORÁRIO

      Excluir
  5. Auxiliares penais são corrompidos pelos policiais bandidos, cadeia nesses milicianos.

    ResponderExcluir
  6. O minto de bosta deixou um bando de doido, malucos, milicianos que querem proteger esses empresários/fazendeiros nas suas atrocidades. Esses aí se lascaram. Acabou o indulto.

    ResponderExcluir
  7. Policial é um servidor público, ou seja, existe pra servir e proteger a sociedade. Esses 9 "policiais" inverteram todos os verdadeiros valores da instituição PMMA. Que a justiça seja feita!

    ResponderExcluir