Rádio Voz do Maranhão

quarta-feira, 20 de dezembro de 2023

Dois integrantes de facção criminosa morrem em confronto com policiais em Itinga do Maranhão

Dois integrantes de uma facção criminosa morreram em confronto com policiais, na tarde dessa terça-feira (19), na cidade de Itinga do Maranhão, a 616 km de São Luís. Pelas informações da polícia, a dupla era envolvida em assaltos, homicídios e tentativa de homicídios em cidades do Maranhão e Pará. Eles foram mortos durante a “Operação Narcos”, deflagrada pelas forças policiais do Maranhão e Pará.

Segundo a polícia, na última sexta-feira (15), dois indivíduos assaltaram uma loja de celulares no município de Dom Eliseu, no Pará, de onde subtraíram vários aparelhos em valores significativos. As investigações revelaram a identificação dos autores do roubo, sendo um deles um menor de idade, que foi apreendido em Dom Eliseu.

Em seguida, os policiais civis e militares descobriram que o outro envolvido direto no assalto, além de um comparsa, estariam escondidos em uma casa no bairro Vila Samuel, em Itinga do Maranhão, a 19 km de Dom Eliseu. Eles estavam comercializando drogas e com várias armas, além de parte dos produtos do roubo.

As equipes policiais se dirigiram ao endereço, mas os dois indivíduos se evadiram pulando muros para casas laterais. Em um dos imóveis, um dos investigados, fazendo uso de uma pistola, recebeu os policiais a tiros, que revidaram, e o atingiram.

Em outro imóvel, o segundo investigado, que participou diretamente no assalto em Dom Eliseu, utilizando de um revólver, atirou contra os policiais, que também revidaram. Os dois baleados foram encaminhados à uma unidade de saúde de Itinga, onde não resistiram aos ferimentos e morreram.

Na residência onde dupla estava escondida, os policiais encontraram 16 cartuchos de calibre .12 intactos; uma grande porção de crack; uma porção de cocaína; 32 porções de de crack e 46 porções de maconha, além dinheiro e materiais usados para preparação da droga.

Na delegacia, os policiais verificaram que o primeiro alvo possuía um mandado de prisão de recaptura em aberto. Ele preso por tráfico de drogas e havia se beneficiado com saída temporária e não retornou ao presídio. Já o segundo alvo, respondia a dois processos na Comarca de Itinga do Maranhão, um por homicídio e outro por porte ilegal de arma de fogo.

Além disso, as investigações apontam que o segundo alvo seria responsável por diversas execuções de membros de facção. Ele exercia a função de “disciplina” da organização criminosa, mostrando-se elemento de altíssima periculosidade. Ele tem participação direta em uma tentativa de homicídio contra um comerciante na cidade de Dom Eliseu, no dia 25 de novembro deste ano.

Ele também era investigado pela Delegacia de Itinga do Maranhão por homicídios e tentativas de homicídios ocorridos neste ano de 2023.


3 comentários:

  1. Milicianos e terroristas não têm vez aqui no MA apesar de alguns seguidores do MINTO de BOSTA, ainda contaminados pelo vírus COBOSTA 22 e logicamente, com ódio mortal pela derrota e futura cadeia do líder deles, tentarem fazer analogia do desgoverno do psicopata com o do atual- Lulinha comedor de rabo da família Bolsonara. Aliás, por falar em cadeia, esses dois que foram presos com essa droga, receberão o mesmo presente que Xandão está mandando para os 74 patriotarios que já foram recolhidos aos presídios por força da sentença em que foram condenados a 13 e 17 anos de xilindró. E adivinhem qual o presente. Um par de chifre do Fudao noel que vai tracar a xaninha das esposinhas que ficaram sozinhas. Kkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, no Maranhão miliciano não tem vez.

      Excluir
  2. Mataram na covardia falam que troca tira com polícia. Polícia já chegou foi atirado invadiram casa de pessoas que não tem nada a ver bando de covarde fardado .

    ResponderExcluir