Rádio Voz do Maranhão

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2024

PM que matou servidor municipal em Feira Nova do Maranhão alega legítima defesa

 

João Gaúcho foi morto a tiros pelo PM em um posto de combustíveis

O policial que atirou contra João Barbosa Coelho, conhecido como “João Gaúcho”, durante discussão em Feira Nova do Maranhão, alegou ter agido em legítima defesa. Ele e o outro PM investigado neste assassinato foram ouvidos na Delegacia de Balsas nessa quarta-feira (14).

A vítima estava se divertindo com amigos, na última segunda-feira (12), em uma conveniência de um posto de combustíveis da cidade, quando dois policiais militares chegaram ao local em uma viatura.

Imagens de câmera de segurança mostram parte do ocorrido. João Gaúcho, que caminhava em direção a um veículo e quase tinha o pé atingido por um dos pneus da viatura, reclamou da situação, sendo que um dos PMs saiu e iniciou uma discussão.

Já nos fundos da viatura, é possível ver o momento em que o policial dispara tiros contra a vítima, que teria tentado tomar a arma. João acabou sendo atingido por um tiro no pescoço e morreu no local. Um dos policiais também foi baleado na perna. Como a vítima estava desarmada, é possível que o policial ferido, que conduzia a viatura, tenha sido atingido por um dos tiros disparados contra João Gaúcho.

A Polícia Civil apura de qual arma partiram os disparos. “O corpo foi encaminhado ao IML para extração de eventuais projéteis ou parte de munição que se encontrem alojados. Identificadas as primeiras testemunhas, que foram ouvidas, inclusive também os policiais militares, cuja presença foi requisitada por essa autoridade policial ao Comando local com apresentação das armas, que também foram apreendidas e serão submetidas à perícia para que a gente consiga identificar, exatamente, quais armas dispararam na ocasião e de quais armas partiram os projéteis que feriram tanto o policial militar, quanto o cidadão que veio a óbito”, disse o delegado David Passada.

O major Luís Rodrigo, comandante do 4º BPM, também falou sobre o caso. “A gente entende que houve uma situação de risco iminente de morte, na medida em que, segundo consta, o cidadão investiu contra os policiais”, disse.

O corpo de João Barbosa Coelho foi sepultado nessa quarta-feira (14).

Em nota, a Polícia Militar do Maranhão (PMMA) informou que será instaurado um processo administrativo para apurar os fatos ocorridos e os policiais militares serão afastados das atividades operacionais até o término da apuração.

Como foram disparados vários tiros, é provável que tenha havido excesso na legítima defesa, levando-se em conta que "João Gaúcho" estava desarmado.

..............................

Postagem relacionada:

Servidor municipal é morto por PM durante abordagem em posto de combustível em Feira Nova do Maranhão

18 comentários:

  1. Conversa fiada, um cara desarmado contra 2 bandidos fardados.

    ResponderExcluir
  2. O pm deu um tapa na cara do rapaz e óbvio que haveria uma reação. Só que esses bandidos atiram confiando que não vai dar em nada. Eram pra terem sido presos em flagrante.

    ResponderExcluir
  3. Covardes. Passaram em cima do pé dele, e ainda, agrediram porque reclamou. Safados e bandidos assassinos de farda com proteção da corporação

    ResponderExcluir
  4. Mataram sem dor e ainda vão ser absorvidos...por isso que a população tem nojo desses bandidos...eles matam mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Por isso que quando alguém mata PM as pessoas acham é bom

    ResponderExcluir
  6. PM É TÃO BANDIDO QUANTO ESSES QUE NÃO SÃO. QUANDO UM É MORTO AS PESSOAS SE FAZEM DE TRISTES,MAS NO FUNDO A GENTE ACHA É BOM

    ResponderExcluir
  7. PM é lixo. Temos nojo desses bostas, ninguém liga pra esses lixos

    ResponderExcluir
  8. Por que será que os concursos públicos para policiais militares não exigem curso superior, como exigem as polícias: federal, Civil e PRF???? A resposta está bem clara nas notícias veiculadas pelas mídias. Os policiais militares tem cometido crimes na abordagem aos civis...matam e fica por isso mesmo.

    ResponderExcluir
  9. Amanhã eles estarão nas ruas matando de novo...isso é MARANHÃO TERRA DA IMPUNIDADE.

    ResponderExcluir
  10. Tem um vizinho meu que é doido pra entrar nessa polícia militar...ele tem muita vontade de matar...PODE ISSO?...imagina muitos que estão lá dentro com essa mente maldita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica com medinho do vizinho não... talvez ele nunca consiga ingressar na polícia kkkkkkkk!

      Excluir
  11. Legítima defesa ? Kkkkk. Essa é boa. Só se o delgado responsável pelo inquérito, forjar as provas para enviar ao MP. Creio ser muito difícil já que as imagens são claras ado mostrar que o cidadão, sequer, portava uma caneta. Reagir a palavras com arma de fogo nunca foi legítima defesa. Aliás, esses PMS são burros pra Carambas, nunca pisaram em uma faculdade. Por isso falam nessas até pra se safar de um firme covarde

    ResponderExcluir
  12. Idiota, tu não sabe nem escrever corretamente a palavra "delegado" e se acha no direito de achar que alguém não cursou um superior!!
    Analfabeto de bosta!!.

    ResponderExcluir
  13. PM São Paulo mole ou pouca merda. Tinham que ser alfabetizados primeiro, antes de usar uma farda. São todos burros. Mal sabem lê e escrever. Quando são entrevistas em matérias polícias é um Deus nos acuda, só de falarem errado. Eles falam nós fumos. Z😂😂😂. Nuca pisaram em faculdade mesmo. Por isso, tem que ganhar só um salário mínimo.

    ResponderExcluir
  14. Se até o presidente da República é um analfabeto kkkkkkkk!...

    ResponderExcluir
  15. O ex presidente é um tosco, ignorante e ainda queria dar golpe.

    ResponderExcluir