quinta-feira, 28 de julho de 2016

Governador e ministro interino anunciam reajustes de 12,5% nos programas Bolsa Escola e Bolsa Família

Os programas sociais Bolsa Família e Bolsa Escola (Mais Bolsa Família) foram reajustados em R$ 12,5%. O anúncio foi feito, ao mesmo tempo, pelo ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, e pelo governador Flávio Dino, em conversa com beneficiários no Restaurante Popular do São Francisco, na manhã desta quinta-feira (28). Durante visita do ministro interino ao equipamento do Governo do Maranhão, foram anunciadas mudanças na área social pelo governo federal e o ministro teceu elogios à política social realizada no Maranhão.

“Esse aumento do Bolsa Família é para recuperar um pouco o poder aquisitivo das famílias. Em dois anos, a cesta básica aumentou 26%, e com esses 12,5% de aumento, a gente começa a recuperar”, disse o ministro Osmar Terra.  Segundo ele, cerca de R$ 2 bilhões e 200 milhões são injetados no Maranhão por meio do Bolsa Família, e com o reajuste, serão acrescentados mais R$ 250 milhões por ano no estado. “Não é só um aumento para a família, mas uma injeção na economia”, acrescentou.

Terra frisou que estão sendo estudadas formas de manter beneficiários com carteira assinada no Bolsa Família por pelo mais dois ou três anos. Falou ainda de mudanças no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), criando cursos de capacitação que possam atender demandas imediatas de mercado nos municípios. O ministro elogiou, ainda, os programas sociais desenvolvidos pelo Governo do Maranhão. “Vocês aqui ainda têm o Bolsa Escola, o que é muito bom, ter as duas coisas, o Bolsa Escola [Mais Bolsa Família] e o Bolsa Família”, concluiu.

Bolsa Escola (Mais Bolsa Família)

“Assim como o governo federal reajustou o Bolsa Família, nós também vamos reajustar o Bolsa Escola [Mais Bolsa Família] no mesmo valor. O que significa que, ano que vem, todas as famílias beneficiadas poderão comprar mais material escolar. Vamos continuar cuidando das nossas crianças”, disse o governador Flávio Dino. O anúncio foi comemorado por Maria Aparecida Rodrigues de Sousa, 39 anos, que dos sete filhos, cinco estão inscritos no programa. “Meus filhos não tinham bolsa para botar os livros. E agora têm bolsa, caderno, lápis e borracha”, falou.

Mais Renda

Beneficiários de outros programas, como o ‘Mais Renda’, também estiveram presentes. Antônia Silva Araújo, 66 anos, se inscreveu em maio do ano passado, e diz como sua vida melhorou desde então. “Agora eu já guardo uma fraçãozinha, meu orçamento cresceu um pouco. Também consigo ajudar meus filhos e comprar umas roupinhas melhores para mim”, disse ela. Antônia vende churrasquinho em seu carrinho do ‘Mais Renda’ no São Francisco. Ela também planeja vender, em breve, cachorro-quente na barraquinha.

Mais Restaurantes Populares

“Estamos na eminência de começar a construir 30 restaurantes populares nos municípios de menor IDH [Índice de Desenvolvimento Social]. Quatro já estão em processo licitatório, para serem implantados no interior do Maranhão”, disse o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista. Segundo ele, só neste ano, o número de restaurantes mantidos pelo Governo do Maranhão saltou de 6 para 11, e até o final da gestão, serão instaladas 42 unidades em todo o estado.


Uma pesquisa divulgada no último mês de junho apontou que quase 90% da população aprova a eficiência e qualidade dos serviços ofertados nos Restaurantes Populares do Maranhão. Segundo o levantamento, 87,6% do público aprova a qualidade da alimentação servida. Mais de 60% dos entrevistados respondeu como ‘muito satisfeito’ sobre o tempo de atendimento dos restaurantes, e mais de 80% também respondeu como ‘muito satisfeito’ para a qualidade do atendimento prestado pelos funcionários dos restaurantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...