sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Governo dá continuidade às obras na Barragem do Bacanga

“Estamos no aguardo da chegada desta peça para que os serviços prossigam com o andamento regular e possamos ir para outra etapa do planejamento. Enquanto isso, as equipes dão continuidade aos serviços de manutenção das bases”, explica o secretário de Estado da Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto
A Barragem do Bacanga terá comportas substituídas como parte do cronograma de obras de revitalização realizadas pelo Governo do Estado. A nova peça foi solicitada junto a uma empresa paulista, de renome neste segmento, e deve chegar à capital nos próximos dias. A substituição é necessária devido aos problemas com a comporta antiga, que perdeu funcionalidade e está desgastada pelo tempo, causando prejuízos ao pleno andamento das atividades de represamento do volume das águas. Com a nova comporta, o nível da água terá melhor controle. A estrutura possui mais de 30 anos de atividade e não recebia manutenção regular.

“Estamos no aguardo da chegada desta peça para que os serviços prossigam com o andamento regular e possamos ir para outra etapa do planejamento. Enquanto isso, as equipes dão continuidade aos serviços de manutenção das bases”, explica o secretário de Estado da Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto. Mensagem recebida da empresa paulista informa que a nova comporta está em processo de fabricação. A previsão é que a estrutura nova seja entregue em janeiro de 2017.

O planejamento para a condução dos serviços foi elaborado em conjunto com moradores do entorno e as comunidades pesqueiras. O acompanhamento dos serviços é realizado de forma regular por representantes destes grupos que promovem o elo com as equipes de trabalho. As obras na Barragem incluem construção de parte da estrutura, manutenção das vigas e reformas nas instalações. Ainda no cronograma serão realizadas ainda ações de limpeza e despoluição das águas da Barragem.

A demanda dos usuários que trafegam ou trabalham na área da barragem referem, em sua maior parte, a problemas estruturais. São fissuras, rachaduras, desgastes nas estruturas de ferro e concreto, falta de calçamento para pedestres, acúmulo de lixo e matagal, entre outros. A falta de manutenção ao longo dos anos acelerou o deterioramento da barragem gerando risco iminente de acidentes.

“Todos esses problemas serão resolvidos com a obra”, reforçou Clayton Noleto. A revitalização da barragem vai melhorar ainda o trabalho de controle das cheias com a liberação desses volumes de água aos poucos, de forma controlada, evitando ou reduzindo o impacto de inundações.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...