Mais Asfalto

Mais Asfalto

Feirinha Prefeitura

Feirinha Prefeitura

domingo, 11 de dezembro de 2016

Quadrilha leva R$ 15 milhões da Servi-San após sequestro de inspetor, em Teresina

Esse pode ser o maior assalto já realizado na história do Piauí e mais de 20 participaram
 


Cerca de R$ 15 milhões foram levados da sede da Servi-San em Teresina neste domingo (11). A informação foi confirmada pelo proprietário, Assis Fortes, que disse que pelo menos 20 criminosos participaram da ação. Esse pode ser o maior assalto da história do Piauí.

O inspetor geral da segurança da empresa, identificado como Raimundo Nonato Cruz, o Cruz, teria sido sequestrado junto com a família ainda na noite do sábado (10) e levado para uma chácara. Neste domingo, ele foi levado até a sede da empresa, na Avenida Miguel Rosa, e obrigado a entrar. Os criminosos teriam rendido os funcionários que estava no local com ameaças e levaram o dinheiro dos cofres.

Segundo testemunhas, todos os assaltantes estavam encapuzados e usaram de muita violência com os reféns e a ação na empresa durou menos de 30 minutos.
 
Vários carros na ação
Quatro carros foram sido utilizados na ação criminosa que pode ter sido planejada há meses, pois os criminosos sabiam tudo sobre a rotina da empresa. Eles estavam armados com fuzis e metralhadores e teriam levado um HD onde estavam armazenadas imagens do circuito interno de segurança.

Família sequestrada
O inspetor Raimundo Cruz, que trabalha na empresa há cerca de 30 anos, a esposa, a mãe, filhos o irmão e um sobrinho teriam sido levados para uma chácara nas proximidades da cidade de Altos. Eles foram liberados na manhã deste domingo depois do assalto ter sido consumado.

Secretaria de Segurança não sabia do caso
Até a tarde deste domingo a assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Segurança não sabia desse assalto  e não havia nenhum registro no Centro de Operações Policiais Militares (Copom), da Polícia Militar. Mas houve informações de que o inspetor já foi prestar depoimento no Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), que investiga o caso.

Não é o primeiro caso
Esse não é o primeiro assalto à empresa Servi-San. Criminosos levaram R$ 1,5 milhão após assalto a um carro-forte, fora outros carros explodidos nos últimos anos, todos cobertos por seguro.

A empresa também está envolvida em uma série de problemas com pagamento de terceirizados, muitos deles com até três meses de salários atrasados.

Secretaria de Segurança divulgou nota
No início da noite deste domingo a Secretaria de Segurança confirmou o caso:

A Secretaria de Segurança, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado, confirma ocorrência em uma empresa de segurança particular em Teresina de onde valores em dinheiro foram subtraídos. As polícias Civil, Militar e Federal estão trabalhando em conjunto para identificar e prender os acusados. Desta forma, para não atrapalhar investigações só irá se pronunciar por nota à imprensa.

Carros que teriam sido utilizados no assalto são encontrados

Quatro veículo que teriam sido utilizados no assalto foram localizados em um sítio abandonado na estrada que da acesso ao povoado Cacimba Velha, na Zona Rural de Teresina, no fim da tarde deste domingo.  Todos os veiculados tinham placa de fora do estado e uma SW4 estava sem os bancos traseiros, possivelmente o transportou os valores.

Até o momento, a polícia não pista dos cerca de 20 assaltantes que participaram dessa ação criminosa.

Com informações do site 180 graus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...