Rádio Voz do Maranhão

segunda-feira, 4 de dezembro de 2023

Pastor abusa sexualmente de menino de 11 anos em Alto Parnaíba; mãe faz denúncia à polícia

“Abusou de nossa confiança”, conta a mãe, que agora vive com um filho com dificuldades até para dormir. O pastor Luiz Silvino está foragido

Um pastor evangélico, identificado como Luís Silvinho da Silva, conhecido como ‘Pastor Luiz Silvino’, é suspeito de ter abusado sexualmente de uma criança de 11 anos, na cidade de Alto Parnaíba, a 1.033 km de São Luís.

A denúncia foi feita pela mãe do menino, após ele fazer um relato dos abusos sofridos. O caso foi levado à Polícia Civil, que deu início às investigações e busca localizar o pastor.

Conforme o relato da mãe, o pastor, que preside uma igreja no bairro Santo Antônio, era de confiança da família e teria cometido abusos contra o menino ao menos três vezes, nas últimas duas semanas.

A mãe só ficou sabendo quando o próprio filho entendeu que era abusado e contou o caso aos familiares.

“Ele [Pastor Luiz Silvino] era muito amigo da família, da casa, demos confiança, e muito próximo do meu marido. Ele abusou da nossa confiança e boa vontade”, contou a mãe.

Na denúncia, apresentada na Delegacia de Alto Parnaíba, ela conta que o primeiro abuso teria acontecido no dia 24 de novembro. O pastor levou seu filho para a parte de trás da igreja, onde ficou se ‘esfregando’ na criança.

O segundo caso teria acontecido na casa do pastor, onde Silvino teria tirado a roupa de seu filho, beijado na boca e ‘passado o pênis’ na vítima.

Por fim, o terceiro caso de abuso teria acontecido na casa da família, quando o pastor soube que a mãe teria saído para o trabalho. Ele teria aproveitado a oportunidade para ir até a casa, alegando que iria fazer um trabalho de ‘discipulado’ com seu filho.

No entanto, o pastor levou o menino para o quarto, mandando o mesmo se deitar na cama. Em seguida, ele cometeu os abusos dando beijos na boca, esfregando o pênis e colocando o dedo no ânus da criança.

Logo depois, o filho chamou a mãe para conversar, pois pesquisou na internet e percebeu que era abusado. Ao saber do caso, a mãe acionou o Conselho Tutelar e levou o caso à delegacia.

“Falei com o Conselho Tutelar, disseram que meu filho teria acompanhamento psicológico e exames. Estou sofrendo muito e meu filho já não consegue mais dormir direito”, relata a mãe.

Um dia depois do caso ser denunciado, na última quinta-feira (29), o pastor teria fugido, pois não foi mais encontrado em casa e nem na igreja onde congregava.

Apesar das tentativas de contato com o pastor, por meio de contato telefônico, não houve retorno sobre a denúncia.

Com informações do Imirante


4 comentários:

  1. Hum🤔. Se for verdade mesmo. Pintou um clima nesse pastor. Talvez ele pensou que ficaria impune, como um determinado psicopata, que também adora roubar joias, que dando um rolê na sua moto( com combustível pago pelo povo com cartão corporativo) viu umas minas de 13 e 14 anos, pobrezinhas em uma das esquinas de um cidade satelite do DF. Eita que esses tarados, não tem jeito

    ResponderExcluir
  2. Doido é quem acredita em pastor. Um vagabundo desse. Esse menino tem pai, pega esse pastorzinho pra uma conversinha.

    ResponderExcluir
  3. Tem um vagabundo que dizia "Deus, Pátria e minha família" a família dos outros que se lasquem, e quantas ficaram incompletas por incompetência dele que ainda debochou de quem morreu de covid.

    ResponderExcluir
  4. Rapaz, nem a desse vagamundo, ele mesmo poupava. Essa conversa de Deus, pátria e família foi só pra conversar os patriotarios a ficarem do lado dele no golpe que planejava pra não sair do poder, junto com os filhos milicianos. Primeiro porque para ele Deus, era ele próprio porque se achava. Pátria, era só migué porque incentivou o saque, roubo e destruição do patrimônio da nação e família porque 3 mulheres deram o ponta pé na bunda dele, por não aguentarem mais apanhar. E ainda tem um tal de 04 que dar o cu na mesma proporção do Décio do João Paulo 😂

    ResponderExcluir