Mais Asfalto

Mais Asfalto

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Tempos nebulosos para Roseana Sarney

Preocupada com os desdobramentos das investigações, e temendo ser alvo de condução coercitiva ou mesmo de prisão, a filha do oligarca José Sarney sempre esteve de olho em foro privilegiado. Esse é o sonho de muitos investigados que devem ser protegidos por nomeações para ministérios.
Depois de tentar brilhar como a ‘princesa’ do impeachment na Câmara, atuando nos bastidores para conseguir votos que garantissem a admissibilidade do processo contra a presidente Dilma, Roseana Sarney volta às páginas policiais depois de se tornar ré em ação penal por acusaçãode desvios milionários na Secretária de Saúde, comandada pelo também réu Ricardo Murad. Empresas envolvidas em fraudes em licitações do programa ‘Saúde é Vida’ fizeram doações milionárias para a campanha da ex-governadora.

A ‘princesa do listão da Odebrecht’ perde fôlego, portanto, para tentar barganhar algum cargo importante em um possível governo Temer.  Também investigada na Lava Jato por acusação de ser beneficiária de propinas, a ex-governadora sonhava com um ministério. Até o momento, ela não foi cotada ou cogitada para nenhuma pasta. Há apenas a citação do nome do irmão ‘desafeto’, Sarney Filho, para o Ministério do Meio Ambiente.

Preocupada com os desdobramentos das investigações, e temendo ser alvo de condução coercitiva ou mesmo de prisão, a filha do oligarca José Sarney sempre esteve de olho em foro privilegiado. Esse é o sonho de muitos investigados que devem ser protegidos por nomeações para ministérios.

Vendo que não tem estrutura moral para ocupar um ministério, ela estaria barganhando algum cargo no segundo ou terceiro escalão. O sonho da ‘princesa’ do listão da Odebrecht era comandar a pasta da Educação, mas teria desistido. Seus principais obstáculos seriam a investigação na Lava Jato e a falta de capacidade para conduzir um ministério, pois sempre se mostrou uma péssima gestora da coisa pública. Para complicar, vai ter que se preocupar com a defesa nessa ação penal por desvios na Saúde.

A ex-governadora, por todos os crimes que constam na ação penal, pode vir a ser condenada a 29 anos de prisão. Outra preocupação de Roseana é com a possibilidade de ficar inelegível por até oitos anos, ficando fora das disputas pelo governo.

Todos sabem que o grupo Sarney aposta no impeachment de Dilma para voltar a ter força junto ao Executivo e tentar atrapalhar o governo de Flávio Dino, abrindo caminho para o retorno ao poder em 2018. E Roseana sonha com essa volta ao poder. O problema é que terá que enfrentar os tribunais e a polícia, que pode bater à sua porta a qualquer momento por conta das investigações da Lava Jato.

Pelo rosário de broncas que tem pela frente, Roseana deve mergulhar no ostracismo e se recolher por bom um bom tempo. Talvez seja recomendável que ela passe um período em viagem pelo exterior gastando o dinheiro adormecido em paraísos fiscais, já que o Wikileaks revelou, em 2009, que ela tinha 150 milhões de dólares em Caimãs.

São tempos nebulosos para a ‘princesa da Odebrecht’. Se correr, o bicho pega! Se ficar, o bicho come!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...