sábado, 9 de julho de 2016

“Não aceitaremos qualquer tipo de imposição”, diz Bira em recado a Roberto Rocha

Roberto Rocha foi o primeiro senador eleito pela oposição na história do Maranhão e eu não acredito que essa biografia possa ser manchada por um ato tão absurdo. Eu não creio que esse será o caminho adotado pelo presidente da municipal e por seu pai.
Por Bira do Pindaré

Estive em reunião, nestes últimos dois dias, com o presidente da Comissão Provisória do PSB em São Luís, vereador Roberto Rocha Jr, filho do senador Roberto Rocha, para tratar das eleições municipais na capital. Como já é de conhecimento público, nossa candidatura é apoiada por quase todas as lideranças e movimentos do partido no Maranhão. Para fechar 100% falta apenas o apoio do vereador e do senador.

Na reunião, o vereador Roberto Junior falou que a prioridade é o fortalecimento do partido e eu não consigo ver algo que fortaleça mais o PSB do que uma candidatura própria. Então, tenho certeza que o partido ficará unido em torno dessa candidatura porque impedir uma candidatura como a nossa é um ato contra o povo e contra a cidade de São Luís porque exclui uma opção, restringe o debate e fere a democracia.

E é por afetar, sobretudo, a população de São Luís do Maranhão que não acredito que a nossa candidatura possa sofrer qualquer tipo de impedimento. Até porque, se as pesquisas postas falam a verdade, nós temos pelo menos 50 mil pessoas que desejam e esperam a nossa candidatura neste pleito. Então, não é algo desprezível. Pelo contrário, é relevante no debate e nos caminhos do PSB e da cidade. E não posso acreditar que essa candidatura tenha qualquer tipo de restrição.

Lembro que quando fui candidato a senador, 45 dias antes da eleição, eu não pontuava 1% nas pesquisas. No final da eleição, fechei São Luís com 40% dos votos. Minha trajetória é limpa, não sou ficha suja e temos potencial comprovado nesta disputa. Sou o único deputado eleito pelo PSB no Maranhão, fui o segundo mais votado da oposição no Estado e também o segundo mais votado aqui na capital. Portanto, impedir essa candidatura além de ato contra a cidade e contra o fortalecimento do partido, seria uma tremenda injustiça.

Roberto Rocha foi o primeiro senador eleito pela oposição na história do Maranhão e eu não acredito que essa biografia possa ser manchada por um ato tão absurdo. Eu não creio que esse será o caminho adotado pelo presidente da municipal e por seu pai. Agora, se acontecer por alguma razão, certamente alguém vai ter que assumir a responsabilidade e a população evidentemente vai fazer o julgamento no momento certo. Vai julgar porque a política não é um ponto parado, mas um ponto continuando. A história segue e o povo julga todos nós pelos nossos atos. Eu seguirei o meu caminho com tranquilidade e com a consciência limpa.

Não pedi para ser candidato e não inventei candidatura. Fui convidado pelo PSB, aceitei e acredito que com diálogo estabeleceremos o entendimento necessário. Vamos insistir na conversa até encontrar um ponto de entendimento que consagre o nosso direito e a nossa candidatura.

Adianto que é preciso transparência no processo e que estamos abertos. O que não aceitaremos de maneira alguma é qualquer tipo de imposição. Defendemos que o melhor caminho para esta cidade e para o nosso partido é o respeito maior a soberania da vontade popular.

Para concluir, asseguro que vamos lutar até o fim com toda a força que a gente tem e, como sempre, dentro da legalidade, respeitando a democracia. Lutarei até o fim porque desistir não faz parte da nossa vida. Se eu tivesse desistido eu não seria ninguém. De onde eu vim exige luta e persistência.

Não vamos desistir.


Avante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...