quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Após recorde negativo de 2014, Pacto pela Paz reduziu em 20% índice de homicídios em São Luís

Dados do Mapa da Violência 2014 divulgados nesta quinta-feira (25) comprovam que os dados de homicídio na capital maranhense subiram acentuadamente e chegaram naquele ano a um dos maiores do país. Diante desse quadro, o governador do Maranhão Flávio Dino criou, em seu primeiro dia de gestão, o Pacto Pela Paz. Composto por uma série de ações na área de segurança, o programa já gerou resultados e reduziu em 20% o número de homicídios no primeiro semestre de 2016 em relação àquele período.

Foram necessárias ações enérgicas e emergenciais do Governo do Estado para tentar reverter, em curto prazo, o caos instalado na Segurança Pública, marcados pela crise penitenciária, com decapitações e mortes dentro dos presídios estampando as manchetes dos folhetins nacionais em 2014 e a ação violenta e constante de criminosos nos bairros da capital. Em paralelo, a efetivação da cultura de paz, a fim de avançar rumo à proteção de direitos e liberdades individuais. Passo a passo, a segurança no estado vai ganhando nova forma.

Um plano estratégico foi lançado, com resultados rapidamente percebidos, mas, certamente, com impactos mais profundos nas próximas gerações. O Pacto pela Paz reúne, como forma de prevenção à criminalidade, um esquema de patrulhamento de ruas e ações nas escolas e comunidades e, em complemento, ações firmes e de repressão, potencializadas com o aumento no efetivo policial e aquisição de novas viaturas. A valorização dos agentes de segurança também foi uma das estratégias utilizadas.

“Adotamos medidas e ações que valorizam e fazem justiça a todos que compõem e fazem a segurança de nossa população e que representam a base para outras conquistas que virão. Já convocamos novos policiais militares, policiais civis, delegados, escrivães, legistas, bombeiros, além de investirmos na infraestrutura das forças policiais para expandirmos a atuação”, apontou o governador Flávio Dino.

Em 18 meses, o Governo do Estado aumentou o efetivo em mais de 1.500 novos policiais e já são 279 novos veículos e motocicletas para o combate da criminalidade e a garantia da segurança pública em todo o estado. As novas viaturas possuem alta tecnologia, com sistema de transmissão, rastreamento e armazenamento de imagens e são equipados com tabletes para monitoramento das operações em tempo real; GPS e sistema de localização; câmeras internas e externas; além de radiocomunicação compatível com o sistema digital da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

As medidas potencializaram a atuação policial nos bairros, principalmente no enfrentamento ao tráfico de drogas e aos assaltos a ônibus. Segundo o comandante do Comando do Policiamento de Área Metropolitana 1 (CPAM1), coronel Pedro Ribeiro, a Polícia Militar também tem atuado de forma estratégica, com equipes em viaturas posicionadas nas principais rotatórias de avenidas de São Luís, facilitando o acesso ao policiamento. “Ao ligar para o telefone 190, a população tem uma viatura de prontidão no seu bairro, para solucionar quaisquer ocorrências”, ressaltou o coronel.

Para reforçar o combate à criminalidade, o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, anunciou que a Polícia está treinando a Força Tática e os Grupos de Operações Especiais dos batalhões que receberam as novas viaturas e investimentos de R$ 1 milhão na aquisição de fuzis para fazer o controle da movimentação de criminosos no interior do estado. “As novas viaturas e todos os equipamentos que o Governo do Estado tem adquirido para o trabalho diário da polícia vai possibilitar ampliarmos ainda mais a contenção da violência”, disse Portela.

Aliado ao investimento em recurso humano e material, o Governo do Estado, também através do Pacto pela Paz, tem atuado de forma preventiva, realizando palestras, cursos e capacitações em escolas e comunidades. As ações preventivas são conduzidas por policias militares do Comando de Segurança Comunitária (CSC), em toda a região metropolitana e no interior do estado.

Segundo o comandante da CSC, o tenente-coronel Diniz Batista Vasconcelos, as ações consistem em palestras sobre prevenção ao uso de drogas e combate a violência nas escolas, além de cursos e capacitações nas comunidades, em parceria com instituições como o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema). Outras ações sociais, voltadas para a terceira idade, e em prol da cultura de paz, como as caminhadas pela paz, também foram destacadas.

O arcabouço de ações do Pacto pela Paz tem diminuído, pouco a pouco, os índices de violência do estado, quando comprado com números de 2013 e 2014. Para além do combate aos crimes cometidos atualmente, o governador Flávio Dino tem se empenhado, desde o início da gestão, na implantação de uma política de Segurança Pública e Direitos Humanos, que serão refletidos em médio e longo prazo.

Um comentário:

  1. Por que só agora? E o Viaduto, para onde foram os recursos? É um paliativo.Se houver uma resposta convincente, pedirei desculpas.

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...