sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Luís Nassif, ao repercutir texto do blog: Sarney pode usar mudança na PF para atacar Flávio Dino em 2018

Por Luís Nassif/Jornal GGN 

Um leitor evidenciou postagem de Gilberto Lima, autor de blog homônimo que trata de política e cotidiano no Maranhão, enviando ao GGN um comentário sobre a situação do governador Flávio Dino (PCdoB) e uma análise sobre como a troca na Polícia Federal, pelo governo Temer, pode beneficiar a família Sarney em 2018 influenciando em desdobramentos da Lava Jato.

Lima destacou o que Dino tem denunciado até mesmo na Corte Eleitoral: que a imprensa local, de propriedade ou fortemente influenciada pela família Sarney, tem feito uma cobertura nada isenta de sua gestão, desde a eleição de 2014.

"O governador tem se virado de todo jeito, para desmontar as mentiras e embaraços criados pelo sistema Mirante, de propriedade dos Sarney. Não conheço a intimidade desse caso em questão, mas como resido pertinho da PF tenho visto uma movimentação fora do comum", escreveu o leitor ao GGN.

O blogueiro também divulgou um texto destacando que, curiosamente, desde que Fernando Segóvida assumiu o comando da Polícia Federal por determinação de Michel Temer, aliados de Roseana Sarney não foram atingidos pela nova operação policial no Maranhão, chamada de "Pegadores". Secóvida, segundo a grande mídia, ascendeu ao posto com a benção do cacique do PMDB.

"Será que a PF será usada politicamente para perseguir adversários da oligarquia Sarney, que luta para retomar o controle dos cofres do Estado?", questiona.

***

Do blog do Gilberto Lima

PF de Sarney entra em ação

Com menos de uma semana da posse do novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, o oligarca José Sarney já usou sua influência para mobilizar operação da PF em São Luís.

De olho na eleição de 2018, um dos objetivos de Sarney com a ação da PF seria o de macular a imagem da gestão do comunista Flávio Dino (PCdoB), principal adversário da sua filha, a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), na corrida eleitoral do próximo ano.

A indicação de Segóvia na troca da chefia da PF é controversa. De acordo com a jornalista Andrea Sadi, do G1, Sarney teria feito lobby junto ao presidente Michel Temer (PMDB) para Segóvia assumir o comando da instituição.

Segóvia é aliado antigo do grupo Sarney. Ele foi superintendente da PF no Maranhão durante o governo Roseana. Com aliados no comando geral da PF, Sarney pode articular mudanças nos rumos das investigações da Lava Jato.

A “Operação Pegadores”, deflagrada na manhã desta quinta-feira (16), é na verdade um desdobramento da Operação Sermão ao Peixes, que apura supostas fraudes no sistema estadual de saúde iniciadas em 2012.

O secretário de Saúde da época, Ricardo Murad (PRP), cunhado de Roseana Sarney, ficou de fora desta etapa da operação. Murad foi citado pela PF como líder da organização criminosa que teria desviado cerca de R$ 1,2 bilhão da saúde estadual.

Será que a PF será usada politicamente para perseguir adversários da oligarquia Sarney, que luta para retomar o controle dos cofres do Estado?

3 comentários:

  1. Com certeza, o SARNA vai apelar pro tudo ou nada, é seu último cartucho, sem escrúpulos como ele é não tem limites.

    ResponderExcluir
  2. Te prepara Dino, vem mais coisas por ai, a Sarna não brinca.

    ResponderExcluir
  3. O Sarney é uma besta fera

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...