VACINAÇÃO

VACINAÇÃO

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Sargento da Policia Militar é baleado na cabeça por assaltantes no Maiobão; um dos bandidos foi alvejado


O sargento Antonilson Póvoas, da Polícia Militar do Maranhão, foi baleado na Avenida 10 do Maiobão, em Paço do Lumiar, durante uma tentativa de assalto, por volta de 20h30 de segunda-feira (20). Ao perceber que alguns elementos estavam assaltando, o policial tentou reagir, houve troca de tiros entre o PM e os bandidos.

O sargento foi atingido com um tiro na cabeça. Ele chegou a ser socorrido e encaminhado para o hospital Socorrão II, onde foi colocado em coma induzido, entubado. 

No início da madrugada desta terça-feira (21), o militar foi transferido para o Hospital do Servidor para intervenção cirúrgica por uma equipe de neurologistas. Segundo informações de policiais que acompanham o caso de perto, o quadro dele é estável.
Os três suspeitos do ataque contra o sargento Antonilson Póvoas
Nas redes sociais, um irmão do sargento, que também é policial, fazia apelo para que as pessoas fizessem doação de sangue que será utilizado no momento da cirurgia.

O veículo Corsa Sedan, de placa NND-8330, levado pelos assaltantes, foi encontrado abandonado nas proximidades do Residencial Pitangueiras, em São José de Ribamar, por policiais do BPRV.

Assaltante baleado transferido para o Socorrão 2

Um dos bandidos foi baleado e deixado por seus comparsas na Unidade Mista em São José de Ribamar. Ele foi identificado como Davi Everton Rodrigues, o “Davizinho”, de 18 anos, residente no Iguaíba, em Paço do Lumiar. Baleado no abdômen e na mão, ele foi transferido para o Hospital Clementino Moura, o “Socorrão II”. Aos policiais, ele teria dito que os tiros que atingiram o policial foram disparados pelo assaltante identificado apenas como Gabriel.

Em contato com o blog, na madrugada desta terça-feira, a mãe de “Davizinho” disse que ele já foi apreendido pela polícia quando era menor e que fez 18 anos em junho passado, mas que não tinha conhecimento que ele andava com os assaltantes que atacaram o PM. No Socorrão, ela disse que seu filho estava sendo agredido para revelar os nomes dos outros comparsas.

“Ele já disse um monte de nomes porque está sendo ‘torturado’. Na ambulância, de São José de Ribamar, aqui para o Socorrão 2, ele já vinha sendo ‘torturado’, com capacetadas. Até eu fui empurrada na ambulância. Eu não conheço esses outros que estavam com ele. Ele disse apenas que não disparou os tiros contra o policial. O autor dos disparos teria sido Gabriel, que eu nem sei se é esse mesmo”, disse a mãe do assaltante.

A polícia já teria a identificação os outros dois comparsas de “Davizinho” e deve prendê-los ainda durante a madrugada desta terça-feira.

A qualquer momento, teremos mais informações no blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...