terça-feira, 24 de maio de 2016

54 prisões são efetuadas na Grande Ilha em ações de combate à criminalidade; operações prosseguem nesta terça-feira

As operações de repressão a incêndios criminosos foram mantidas nesta segunda-feira (23). Até agora, as Polícias Civil e Militar já somaram 54 prisões desde o início das operações na noite de quinta-feira (19). Incursões em bairros sensíveis, policiamento embarcado e blitzen estratégicas em locais de grande circulação fortalecem as articulações das Forças de Segurança do Maranhão para conter as ações criminosas e restabelecer a paz na Região Metropolitana de São Luís.

De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela, será mantido o trabalho ininterrupto realizado desde o início dos ataques, com a presença dele e do comandante-geral da Polícia Militar, Frederico Pereira, no comando das equipes de policiais civis, militares e Corpo de Bombeiros, percorrendo ruas e avenidas, bairros e áreas mais sensíveis, e dando suporte aos inúmeros pontos de controle espalhados por São Luís.

“Essa operação é para garantir a segurança do transporte público, nós estamos percorrendo todos os pontos sensíveis da Grande Ilha. Nós estamos percorrendo onde o nosso pessoal está posicionado, para dar apoio a eles e estarmos prontos para fazermos intervenções em qualquer momento que se faça necessário, e, assim segue enquanto necessário for”, explicou o secretário Jefferson Portela.
Como resultado das ações que foram deflagradas desde o início das ocorrências na quinta-feira (19), foram presos até o final da tarde desta segunda-feira (23) um total de 54 suspeitos, sendo que 25 deles foram autuados em flagrante, por relação direta com os incêndios.

“A polícia ficará integralmente mobilizada para manter esse reforço o tempo que for preciso. Trabalharemos sem trégua, mostrando o claro compromisso da Polícia Militar com os cidadãos”, afirmou o comandante-geral da Polícia Militar do Maranhão, coronel Frederico Pereira.

O delegado-geral da Polícia Civil, Lawrence Mello, explicou que o foco das ações é, essencialmente, o combate aos ataques criminosos, mas que elas também reforçam a atuação de combate a outros tipos de crimes, já que elas representam uma atuação mais ostensivas das forças policiais. “Estamos unidos para garantir a continuidade da ordem pública na nossa cidade. A integração das forças das polícias garantirá o sucesso da nossa operação”, destacou.

Fiscalização

Diversos órgãos do Estado foram mobilizados para assegurar a oferta ininterrupta do serviço de transporte público à população. No total, nove garagens de ônibus estão tendo a entrada e saída de ônibus monitoradas, diariamente, das 15h às 21h. As fiscalizações que iniciaram no domingo (22), pretendem garantir quantitativo adequado de veículos circulando, observando itens como qualidade e segurança.

“O objetivo é garantir o direito básico do consumidor. Estamos verificando se os ônibus realmente estão na rua, garantindo esse serviço que é essencial. Essa é uma ação conjunta e, quando vários órgãos se unem, cada um com sua legitimidade, quem sai ganhando é o cidadão, que fica mais protegido e pode ter um serviço com qualidade e segurança”, informou o presidente do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), Duarte Júnior, órgão que está atuando em parceria com a Agência de Mobilidade Urbana (MOB), Polícia Militar e Corpo de Bombeiros nas fiscalizações.

Planejamento
Toda a intensificação do trabalho da polícia foi feita mediante articulação definida em reuniões estratégicas desde a madrugada da sexta-feira (20), logo após o início dos incêndios criminosos. Desde então, sucessivas reuniões coordenadas pelo governador Flávio Dino definem, juntamente com a cúpula da Segurança Pública, novas estratégias para combater as ações criminosas.

No sábado (21), o governador Flávio Dino esteve nas ruas acompanhando a atuação das Polícias Militar, Civil e do Corpo de Bombeiros. Além de conferir de perto o trabalho intensivo de policiamento desempenhado desde a última quinta-feira (19), o governador aproveitou para conversar e ouvir as impressões da população. Foram visitados os bairros do Coroadinho e Cidade Olímpica e também os terminais da Beira-Mar, Cohab e São Cristóvão.

“A cidade está policiada. Estive no Coroadinho e conversei com moradores e comerciantes. A polícia está presente para garantir a ordem pública”, afirmou o governador.

Avanços na segurança

São recorrentes os esforços da atual administração estadual para reaparelhar o sistema de segurança do Estado, que não recebia grandes investimentos há anos. 

O reforço do efetivo, com a incorporação de 1.500 novos policiais, novas viaturas e novas armas, além da organização do sistema penitenciário são alguns exemplos dos investimentos realizados no setor nos últimos 17 meses. 

“Nós, muito recentemente, tivemos o fato histórico de um ano sem nenhum homicídio no sistema penitenciário. Isso mostra exatamente que nós estamos recuperando a autoridade do Estado que estava degradada”, frisou o governador Flávio Dino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...