Mais Asfalto

Mais Asfalto

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Áudios revelam que Sarney se beneficiou do esquema de corrupção coordenado pelo ex-presidente da Transpetro

Em outros trechos de áudios revelados pelo Jornal Nacional desta sexta-feira (27), o ex-presidente e ex-senador José Sarney admite que recebeu ‘ajuda’ (supostamente financeira) do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado.

Sarney pergunta a Machado se mais alguém sabe que ele recebeu ajuda. Machado responde que não. 

“Não, sabe não. Ninguém sabe presidente”, diz Machado. E volta a reforçar: “Ninguém sabe que eu lhe ajudei”.

Pela primeira vez, em todos os diálogos revelados, o próprio Sarney se entrega e admite ter sido beneficiário do esquema de propina. Em áudios anteriores, ele dizia que era o único que não tinha envolvimento com os esquemas da Petrobras.
Agora, depois de manifestar preocupação com o vazamento de informações de que recebera ‘ajuda’, Sarney é mais um dos que encheram os bolsos com o propinoduto da estatal.

Mostrando que tem ingerência no Judiciário, Sarney coloca o ex-ministro César Asfor Rocha na condição cúmplice (ou de lobista?) que pode tentar influenciar o ministro Teori Zavascki.

“Porque o César Rocha, o César, o César Rocha, é que é o nosso cúmplice junto com o... Com o Teori. Ele é muito, muito, mas muito amicíssimo lá no tribunal. O César fez muito favor pra ele”, diz Sarney. 

Sem dúvidas, revelações que colocam Sarney numa situação bastante delicada e no olho do furacão da Lava Jato. Além de revelar uma relação promíscua entre políticos e integrantes do Judiciário.

A máscara caiu! Pelo visto, Sarney é apenas mais um que vem se beneficiando desse tipo de esquema há bastante tempo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...