sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Família do menino queimado em carvoaria divulga conta para doações; estado de saúde dele continua grave


A família do menino João Miguel, de 5 anos, queimado em uma carvoaria, em Buriticupu, divulgou, nesta sexta-feira (16), uma conta bancária em nome da mãe para que sejam feitas doações em dinheiro.

Os depósito podem ser feitos em nome de Idenilsa Costa da Silva
CPF: 640.406.073-68
Banco do Brasil
Agência: 3642-0
Conta Corrente: 35.879-7

João Miguel teve queimaduras de terceiro grau na última quarta-feira (14), em uma carvoaria no povoado Sagrima. Ele teve 70% do corpo queimado e continua internado em estado grave na UTI do Hospital Municipal de Imperatriz.

Para realizar o tratamento, a criança precisará de doações, já que é de uma família humilde. Moradores da região têm se mobilizado e oferecem ajuda na porta do próprio hospital, onde ele está internado.

A reportagem do blog conversou, há poucos instantes, com uma tia do menino, Eliane Costa, que está no hospital, juntamente com outros familiares. A mãe, que estava em estado de choque, chegou somente agora à noite ao hospital para acompanhar a situação de perto.
João Miguel continua internado da UTI em coma induzido
Segundo informações, a preocupação inicial dos médicos era que com os rins de João Miguel, mas a situação já foi estabilizada e ele voltou a urinar. Agora, tentam resolver problemas sérios no fígado, que foi um dos órgãos mais afetados com a alta temperatura, além do cuidado com as lesões em quase todo o corpo.

Ele continua em coma induzido, respirando com a ajuda de aparelhos. Somente quando o quadro estiver totalmente estabilizado é que os médicos avaliarão a possibilidade de transferência para uma unidade de queimados em Goiânia, no estado de Goiás.

A Secretaria de Estado da Saúde está acompanhando de perto o caso do menino João Miguel e afirmou, por meio de nota, divulgada na quinta-feira (15), que já entrou em contato com um hospital especializado em tratamento de queimados, em Goiás, e que vai assegurar o transporte para o menino, além todo o auxílio pelo Tratamento Fora de Domicílio (TFD).

Sobre o caso

João Miguel acompanhava o pai em uma área onde se faz carvão, quando correu em direção a um local em que havia um buraco coberto e fogo por baixo.

O pai, que correu para salvar o filho, ficou com queimaduras nos pés, mas não precisou ficar internado.

Outras duas pessoas também se queimaram no resgate do menino, mas foram liberadas após atendimento médico.


Acidente com ônibus da banda Gatinha Manhosa deixa um morto no Piauí


Segundo o irmão do cantor Edson Lima, o também cantor Batista Lima, o ônibus tombou ao tentar desviar de uma moto que atravessou a pista. O motoqueiro morreu na hora.

Um  acidente com o ônibus da banda Gatinha Manhosa deixou uma pessoa morta na tarde desta sexta-feira (16) em Simplício Mendes, no Sul do Piauí.

Segundo o irmão do cantor Edson Lima, o também vocalista Batista Lima, o ônibus tombou ao tentar desviar de uma moto que atravessou a pista. O motoqueiro morreu na hora.

"Foi um susto, mas está tudo bem com o Edson. Uma moto entrou de vez e o ônibus teve que desviar e virou. Não teve nada grave com ninguém, a não ser o cara da moto que foi a óbito. Mas na banda está todo mundo bem", disse ao Cidadeverde.com.

Uma foto divulgada nas redes sociais mostra o cantor Edson Lima falando ao telefone. A banda tinha show nesta sexta em Araripina, Pernambuco.


Flávio Dino rebate governadores que defendem fim da estabilidade para servidores


“Problema do Brasil é a falta de crescimento econômico, que arrasou com as finanças públicas. Tirar estabilidade dos servidores não vai resolver o problema”, disse o governador do Maranhão

Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, reeleito para seu segundo mandato, publicou em sua conta no Twitter uma mensagem rechaçando reivindicação de vários governadores eleitos, no sentido de acabar com a estabilidade dos servidores públicos.

“Esclareço que não me incluo nesse conjunto. Problema do Brasil é a falta de crescimento econômico, que arrasou com as finanças públicas. Tirar estabilidade dos servidores não vai resolver o problema”, destacou.

Esta semana, durante um encontro realizado em Brasília, governadores eleitos de 19 estados entregarem uma carta a Jair Bolsonaro, solicitando a flexibilização dos critérios que regem a estabilidade dos servidores públicos.

O documento, que recebeu o nome de “Cartas dos Governadores”, apresenta 13 pontos considerados prioridades para o novo governo, entre eles, reforma da Previdência e tributária; alteração da Constituição para que os estados possam explorar concessões portuárias e de infraestrutura aeroportuária, além dos serviços de energia elétrica; flexibilização da estabilidade dos servidores públicos, entre outros.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Mulher é assassinada com um tiro de espingarda em Codó


Uma mulher, identificada como Lilian Rafaela Santos da Silva, de 25 anos, foi assassinada por volta de 15h desta quinta-feira (15), na Rua Santiago, no bairro São Pedro, na cidade de Codó, a 296 km de São Luís.

O criminoso, identificado como Jhonatan Moura da Silva, de 19 anos, disparou um tiro de espingarda na boca de Lilian Silva, sua companheira.  

O assassino foi preso por policiais militares minutos após o crime e confessou que matou a companheira após discutirem na residência em que moravam.

Ele alegou que vivia há cerca de 4 meses com a mulher e que o relacionamento era conturbado, com várias brigas e discussões.

Em entrevista à imprensa, o PM Cabo Bacelar disse que o homicida alegou que vinha sofrendo ameaças da companheira e que vizinhos relataram que ele agredia constantemente a mulher.

O criminoso foi encaminhado para a 4ª Delegacia de Polícia Civil de Codó e ficará à disposição do delegado de plantão.

Estado de saúde do menino que teve corpo queimado é grave, mas ele será transferido para Goiânia quando estiver em condições, diz SES


Em nota oficial, divulgada nesta quinta-feira (15), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) afirma que o estado de saúde do menino João Miguel é grave e impossibilita sua transferência para outra unidade neste momento. Ele foi vítima de queimaduras na cidade de Buriticupu.

A SES acompanha o caso e orientou a equipe do Hospital Municipal de Imperatriz a realizar os procedimentos necessários para o cadastro da criança para tratamento fora de domicílio (TFD).

Um hospital de Goiás, referência no tratamento de queimados, já foi contatado para receber a criança quando a mesma estiver liberada.

O transporte do menino até Goiânia será custeado pela SES.

Confira a íntegra da nota.


Menino que teve corpo queimado em carvoaria continua internado em hospital de Imperatriz


O menino identificado por João Miguel, de cinco anos, continua internado na UTI do Socorrinho, Hospital Municipal Infantil de Imperatriz, em estado grave após sofrer queimaduras de 3º grau.

A criança teve o corpo queimado em uma carvoaria no povoado Sagrima, município de Buriticupu, distante 200 km, quando acompanhava o pai em uma área onde se faz carvão. O menino teria corrido em direção a um local onde havia um buraco coberto e fogo por baixo.

Outras pessoas também se queimaram tentando tirar a criança do fogo. Nas redes sociais muitos internautas comovidos com a situação do garoto estão buscando ajuda financeira para que ele possa ser transferido para um hospital referência no tratamento de queimaduras em Goiânia (GO).

O Hospital Municipal de Imperatriz disse que apesar do município não ter um centro especializado no tratamento de queimados graves. O garoto está recebendo toda a estrutura disponível na rede municipal de saúde, que conta inclusive com cirurgião plástico.

Doações

Qualquer doação, pode ser entregue na residência da família, na Rua Bahia, 80, na Sagrima, em Buriticupu. Nesta sexta-feira (16), a família irá abrir uma conta específica para depósito de doações em dinheiro. Nenhuma das contas divulgadas nas redes sociais estão autorizadas a receber doações.

Polícia encontra R$ 3 milhões em notas falsas dentro de apartamento na zona Leste de Teresina


O 12º Distrito Policial de Teresina realizou, na tarde desta quarta-feira (14), a apreensão de quase R$ 3 milhões em notas falsificadas.

O dinheiro falso estava em um apartamento localizado na zona Leste. Além das notas, a polícia encontrou no apartamento vários cartões de crédito.

De acordo com a polícia, o suspeito de ser o dono do dinheiro falso é identificado como Artur Alencar Nascimento. No momento da apreensão ele conseguiu fugir e está sendo procurado.

"Tivemos um assalto a uma loja de celulares na avenida Universitária e as imagens nos ajudaram a chegar nesse indivíduo. Ao chegar no apartamento para ver o que tinha dentro, achamos várias caixas abertas com dinheiro. Contamos aqui quase R$ 3 milhões. Eles estavam fazendo assaltos em Teresina. Achamos cartões de várias vítimas", disse o delegado Ademar Canabrava.

A Polícia Civil informou que Artur, ao lado de outros dois comparsas,  também é suspeito de roubo de veículos e do arrombamento a uma loja de venda de aparelhos celulares.
Com informações do site Cidade Verde

Médicos bolsonaristas, habilitem-se! Ministério da Saúde lançará edital para substituir médicos cubanos; quem irá para o interior do Brasil?


O Ministério da Saúde informou nesta 4ª feira (14) que lançará nos próximos dias 1 edital para convocar médicos que queiram ocupar as vagas que serão deixadas pelos profissionais cubanos do programa Mais Médicos.

Nesta 4ª feira, o Ministério da Saúde Pública de Cuba anunciou que o país não participará mais do programa, lançado no governo de Dilma Rousseff (PT) para aumentar a oferta de médicos no interior do país. O motivo da decisão são as declarações “ameaçadoras e depreciativas” feitas pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro.

“Será respeitada a convocação prioritária dos candidatos brasileiros formados no Brasil seguida de brasileiros formados no exterior”, diz nota do Ministério da Saúde.

Segundo o informe, desde 2016 o Ministério trabalha na diminuição de médicos cubanos no programa.

Até o referido ano, cerca de 11.400 profissionais de Cuba trabalhavam no Mais Médicos. Neste momento, 8.332 das 18.240 vagas do programa estão ocupadas por eles. Eis os dados por unidade da Federação:

Outras medidas para ampliar a participação de brasileiros estavam sendo estudadas pela pasta, como a negociação com os alunos formados por meio do Fies (Programa de Financiamento Estudantil).

“Essas ações poderão ser adotadas, conforme necessidade e entendimentos com a equipe de transição do novo governo”, conclui o texto.

Leia a íntegra:

“O Ministério da Saúde recebeu nesta manhã (14) o comunicado da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), no qual o governo cubano informa que encerrou sua parceira no programa Mais Médicos.  Diante do fato, o governo federal está adotando todas as medidas para garantir a assistência dos brasileiros atendidos pelas equipes da Saúde da Família que contam com profissionais de Cuba.

A iniciativa imediata será a convocação nos próximos dias de um edital para médicos que queiram ocupar as vagas que serão deixadas pelos profissionais cubanos. Será respeitada a convocação prioritária dos candidatos brasileiros formados no Brasil seguida de brasileiros formados no exterior.

Desde 2016, o Ministério da Saúde vem trabalhando na diminuição de médicos cubanos no programa. Até aquela data, cerca de 11.400 profissionais de Cuba trabalhavam no Mais Médicos. Neste momento, 8.332 das 18.240 vagas do programa estão ocupadas por eles.

Outras medidas para ampliar a participação de brasileiros vinham sendo estudadas pelo Ministério da Saúde, como a negociação com os alunos formados através do FIES (Programa de Financiamento Estudantil). Essas ações poderão ser adotadas, conforme necessidade e entendimentos com a equipe de transição do novo governo.

O Ministério da Saúde reafirma e tranquiliza a população que adotará todas as medidas para que profissionais brasileiros estejam atendendo no programa de forma imediata.”

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Flávio Dino assina decreto que promove políticas públicas para povos indígenas


Com o objetivo de promover e proteger os direitos de comunidades indígenas no âmbito estadual, o governador Flávio Dino assinou nesta quinta-feira (14) decreto que institui o Plano Decenal Estadual de Políticas Públicas voltadas para os Povos Indígenas no Maranhão (PPPI). O documento será incluído ainda esta semana no Diário Oficial do Estado, e entra em vigor na data de publicação.

O texto garante a participação efetiva dos beneficiados na implementação do plano e assegura a gestão territorial e ambiental das terras e reservas indígenas por meio do uso sustentável dos recursos naturais disponíveis, impossibilitando a degradação das áreas.

O governador Flávio Dino explica que a medida foi tomada como uma forma de proteger as presentes e futuras gerações das comunidades. “Embora a maior responsabilidade legal seja do Governo Federal, temos procurado auxiliar para que os povos indígenas tenham acesso a direitos”, disse.

O decreto também visa reconhecer e fortalecer o Movimento Indígena no Maranhão, respeitando a diversidade dos povos, as organizações sociais e políticas, as culturas, costumes, crenças e saberes.

Francisco Gonçalves, secretário de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP), esclarece que o plano foi formulado após o Governo do Estado ouvir lideranças indígenas de todos os territórios do Maranhão, permitindo a articulação da sociedade civil no planejamento de políticas públicas.

“Essa decisão mostra o compromisso do Governo do Maranhão com a proteção e com a promoção dos direitos fundamentais das populações tradicionais do nosso estado, dos povos indígenas do Maranhão”, defendeu Francisco Gonçalves.

A execução do plano será gerida pela Comissão Estadual de Articulação de Políticas Públicas para os Povos Indígenas no Estado do Maranhão (COEPI), que existe desde 2016 e é constituída por representantes de órgãos governamentais e entidades e lideranças indígenas.

Eixos de trabalho

O PPPI foi dividido em oito eixos transversais, de forma a garantir a ampla atuação das políticas públicas, que irão versar sobre: Educação; Saúde; Gestão Territorial e Ambiental; Segurança e Soberania Alimentar e Nutricional; Infraestrutura; Cultura, Turismo, Esporte e Lazer; Segurança Pública, Acesso à Justiça e Direitos Humanos; e Economia Solidária, Geração de Trabalho e Renda e Assistência Social.

A implantação do plano tem duração de dez anos e os gestores têm 180 dias, a contar da data de publicação do decreto, para apresentar orçamento, metodologia e cronograma de execução das ações. Ficou definido também que, a cada dois anos, as políticas serão avaliadas, permitindo a otimização e readequação das metas.

PV do DF “repudia” indicação de Sarney Filho para secretaria


Numa manifestação “intrapartidária” encaminhada à direção nacional do Partido Verde, a executiva do partido no Distrito Federal se manifestou contra a indicação do ex-ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV-MA), para a Secretaria de Meio Ambiente. O nome foi anunciado ontem (13) após um acordo político entre o governador eleito Ibaneis Rocha, o presidente Michel Temer (MDB) e o ex-presidente José Sarney (MDB), pai do deputado federal que perdeu as eleições para o Senado no Maranhão.

Sarney Filho é um dos três nomes da administração Temer anunciados até agora para o primeiro escalão da próxima administração distrital. O PV apoiou a tentativa de reeleição do governador Rodrigo Rollemberg (PSB), tendo indicado o vice-governador na chapa, Eduardo Brandão, que é o líder dos verdes na capital federal.

A nota da executiva do DF fala em 20 anos de “honestidade, transparência e companheirismo” e lembra que o PV travou um “intenso embate ideológico e programático” nas últimas eleições contra Ibaneis e, que por isso “reitera seu repúdio à decisão do referido deputado para compor a próxima gestão”.

O partido quer que a executiva nacional “tome as devidas providências para que o referido deputado reveja esta decisão tão pouco democrática e em desacordo com os nossos compromissos éticos”. (Misto Brasília)

Cuba se retira do Mais Médicos por declarações “ameaçadoras” e modificações “inaceitáveis” de Bolsonaro


"O povo brasileiro vai compreender sobre quem cai a responsabilidade de que nossos médicos não podem continuar prestando seu apoio solidário no país", afirmou o Ministério da Saúde Pública de Cuba.
O governo de Cuba comunicou nesta quarta-feira (14/11) que vai se retirar do programa Mais Médicos devido a declarações “ameaçadoras e depreciativas” do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que anunciou modificações “inaceitáveis” no projeto. 

Com a decisão, milhares de médicos cubanos que trabalham no Brasil devem voltar para a ilha. “Diante dessa realidade lamentável, o Ministério da Saúde Pública de Cuba tomou a decisão de não continuar participando do programa ‘Mais Médicos’, anunciou o ministério cubano, que comunicou ter informado o governo brasileiro.

Segundo o governo cubano, Bolsonaro questionou a formação dos especialistas cubanos, condicionou sua permanência no programa à revalidação do diploma e impôs como único caminho a contratação individual.

“O povo brasileiro, que fez do Programa Mais Médicos uma conquista social, que confiou desde o primeiro momento nos médicos cubanos, aprecia suas virtudes e agradece o respeito, sensibilidade e profissionalismo com que foi atendido, vai compreender sobre quem cai a responsabilidade de que nossos médicos não podem continuar prestando seu apoio solidário no país”, afirmou o Ministério da Saúde Pública de Cuba.

Leia a íntegra do comunicado.


DECLARAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE PÚBLICA

O Ministério da Saúde Pública da República de Cuba, comprometido com os princípios solidários e humanistas que durante 55 anos têm guiado a cooperação médica cubana, participa desde seus começos, em agosto de 2013, no Programa Mais Médicos para o Brasil. A iniciativa de Dilma Rousseff, nessa altura presidenta da República Federativa do Brasil, tinha o nobre propósito de garantir a atenção médica à maior quantidade da população brasileira, em correspondência com o princípio de cobertura sanitária universal promovido pela Organização Mundial da Saúde.

Este programa previu a presença de médicos brasileiros e estrangeiros para trabalhar em zonas pobres e longínquas desse país.

A participação cubana nele é levada a cabo por intermédio da Organização Pan-americana da Saúde e se tem caracterizado por ocupar vagas não cobertas por médicos brasileiros nem de outras nacionalidades.

Nestes cinco anos de trabalho, perto de 20 mil colaboradores cubanos ofereceram atenção médica a 113 milhões 359 mil pacientes, em mais de 3 mil 600 municípios, conseguindo atender eles um universo de até 60 milhões de brasileiros na altura em que constituíam 88 % de todos os médicos participantes no programa. Mais de 700 municípios tiveram um médico pela primeira vez na história.

O trabalho dos médicos cubanos em lugares de pobreza extrema, em favelas do Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador de Baía, nos 34 Distritos Especiais Indígenas, sobretudo na Amazônia, foi amplamente reconhecida pelos governos federal, estaduais e municipais desse país e por sua população, que lhe outorgou 95% de aceitação, segundo o estudo encarregado pelo Ministério da Saúde do Brasil à Universidade Federal de Minas Gerais.

Em 27 de setembro de 2016 o Ministério da Saúde Pública, em declaração oficial, informou próximo da data de vencimento do convênio e em meio dos acontecimentos relacionados com o golpe de estado legislativo-judicial contra a Presidenta Dilma Rousseff que Cuba “continuará participando no acordo com a Organização Pan-americana da Saúde para a implementação do Programa Mais Médicos, enquanto sejam mantidas as garantias oferecidas pelas autoridades locais”, o que até o momento foi respeitado.

O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, fazendo referências diretas, depreciativas e ameaçadoras à presença de nossos médicos, declarou e reiterou que modificará termos e condições do Programa Mais Médicos, com desrespeito à Organização Pan-americana da Saúde e ao conveniado por ela com Cuba, ao pôr em dúvida a preparação de nossos médicos e condicionar sua permanência no programa a revalidação do título e como única via a contratação individual.

As mudanças anunciadas impõem condições inaceitáveis que não cumprem com as garantias acordadas desde o início do Programa, as quais foram ratificadas no ano 2016 com a renegociação do Termo de Cooperação entre a Organização Pan-americana da Saúde e o Ministério da Saúde da República de Cuba. Estas condições inadmissíveis fazem com que seja impossível manter a presença de profissionais cubanos no Programa. Por conseguinte, perante esta lamentável realidade, o Ministério da Saúde Pública de Cuba decidiu interromper sua participação no Programa Mais Médicos e foi assim que informou a Diretora da Organização Pan-americana da Saúde e os líderes políticos brasileiros que fundaram e defenderam esta iniciativa.

Não aceitamos que se ponham em dúvida a dignidade, o profissionalismo, e o altruísmo dos colaboradores cubanos que, com o apoio de seus familiares, prestam serviço atualmente em 67 países. Em 55 anos já foram cumpridas 600 mil missões internacionalistas em 164 nações, nas quais participaram mais de 400 mil trabalhadores da saúde, que em não poucos casos cumpriram esta honrosa missão mais de uma vez. Destacam as façanhas de luta contra o ébola na África, a cegueira na América Latina e o Caribe, a cólera no Haiti e a participação de 26 brigadas do Contingente Internacional de Médicos Especializados em Desastres e Grandes Epidemias “Henry Reeve” no Paquistão, Indonésia, México, Equador, Peru, Chile e Venezuela, entre outros países.

Na grande maioria das missões cumpridas, as despesas foram assumidas pelo governo cubano. Igualmente, em Cuba formaram-se de maneira gratuita 35 mil 613 profissionais da saúde de 138 países, como expressão de nossa vocação solidária e internacionalista.

Em todo momento aos colaborados foi-lhes conservado seu postos de trabalho e o 100 por cento de seu ordenado em Cuba, com todas as garantias de trabalho e sociais, mesmo como os restantes trabalhadores do Sistema Nacional da Saúde.

A experiência do Programa Mais Médicos para o Brasil e a participação cubana no mesmo, demonstra que sim pode ser estruturado um programa de cooperação Sul-Sul sob o auspício da Organização Pan-americana da Saúde, para impulsionar suas metas em nossa região. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e a Organização Mundial da Saúde qualificam-no como o principal exemplo de boas práticas em cooperação triangular e a implementação da Agenda 2030 com seus Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Os povos da Nossa América e os restantes do mundo bem sabem que sempre poderão contar com a vocação humanista e solidária de nossos profissionais.

O povo brasileiro, que fez com que o Programa Mais Médicos fosse uma conquista social, que desde o primeiro momento confiou nos médicos cubanos, aprecia suas virtudes e agradece o respeito, a sensibilidade e o profissionalismo com que foram atendidos, poderá compreender sobre quem cai a responsabilidade de que nossos médicos não possam continuar oferecendo sua ajuda solidária nesse país.

Havana, 14 de novembro de 2018.

Polícia prende bandidos que invadiram a Escola Lara Ribas e assaltaram professores


Por volta de 6h20 da manhã dessa terça-feira (13), na Avenida do Matadouro, no Bairro Tibiri, policiais do Grupo de Serviço Avançado do 9º BPM fizeram a prisão dos envolvidos em um assalto a Escola Lara Ribas, da rede estadual de ensino, no bairro Santo Antônio, em São Luís. O assalto ocorreu por volta de 14h do dia 05 deste mês.

Os presos foram identificados como Gledson Silva, conhecido como “Perna”, de 19 anos, residente na Travessa 11 de, no Tibirizinho; Dervison Gomes Rabelo, conhecido como “Xilope”, de 24 anos, residente na Rua da Pedreira, no Tibiri; e Igor Torquato Sousa, conhecido como “Cantor”, residente na Av. matadouro, no Tibirizinho, de 18 ano.

Com os presos, foram apreendidos três celulares e uma TV Panasonic de 43 polegadas. A polícia acredita que o restante dos materiais roubados podem estar com os outros foragidos.

Segundo informações da PM, o assalto foi praticado por quatro assaltantes que estavam em um veículo Corsa Hatch, cor bege, de placa NMZ-9328, e roubaram vários celulares dos professores e TV da escola. Eles teriam agido com bastante violência contra as vítimas.

Depois de um trabalho intenso de investigação, a polícia conseguiu identificar todos os envolvidos. Além dos três presos, os outros assaltantes identificados são conhecidos como "Pereira" ou "Menor P" e Lucas Sousa Teixeira, o "Lukinha. Esses estão sendo procurados e devem ser presos brevemente.

Diante dos fatos, os foram apresentados na delegacia de Roubos e Furtos (DRF) para serem tomados as devidas providências.


terça-feira, 13 de novembro de 2018

Polícia prende suspeitos de tráfico e apreende droga, celulares e dinheiro no bairro João Paulo, em São Luís


Policiais da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc) prenderam em flagrante, na manhã desta terça-feira (13) os suspeitos de tráfico de drogas Raimundo Carlos Costa e Fabiana Macedo Máximo.

Com eles, foram apreendidos invólucros medianos de crack, uma grande quantia em dinheiro, bem como apetrechos utilizados para embalagem e posterior comercialização da droga.

As prisões ocorreram em cumprimento de mandado de busca e apreensão oriundas da operação nacional “Anjos da Lei” que visa o combate de tráfico de drogas nas imediações de instituições de ensino.

Após a ação policial, os dois presos foram encaminhados à sede da Senarc, onde foram autuados em flagrante delito por prática de crime de tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Eles foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficarão à disposição do Poder Judiciário.


Flanelinha passa mal e morre ao ser atropelado por ônibus em São Luís


Um limpador de para-brisa morreu na tarde desta terça-feira (13) após ser atropelado por um ônibus próximo ao Parque do Bom Menino, em um cruzamento na região central de São Luís.

Segundo informações de testemunhas, Sinézio de Jesus Magalhães, 32 anos, teria passado mal e, ao cair, acabou sendo atropelado por um coletivo que faz a linha Cohatrac/Rodoviária.

Familiares da vítima estiveram no local do acidente e confirmaram que ele sofria problemas de saúde. Ele teria sofrido um ataque epilético.

O coletivo foi submetido a perícia e o motorista foi levado até a delegacia para prestar esclarecimentos. O condutor foi acompanhado por representantes do Sindicato dos Rodoviários.

Após realizar todos os procedimentos necessários, o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Mãe e filha são presas por crime de estelionato em Santa Luzia


Na manhã desta terça-feira (13), a Polícia Civil do Maranhão, por intermédio da Delegacia de Santa Luzia, deflagrou uma operação batizada de “Sísifo” que resultou na prisão de Jaerly Lopes Rezende, suspeita pelos crimes de estelionato e furto mediante fraude.

Segundo as investigações, Jaerly é conhecida pelo costume de enganar pessoas, grande parte delas idosos, para efetuar compras e empréstimos utilizando o nome das vítimas.

A suspeita aproveitava o quadro de vulnerabilidade de suas vítimas, que eram minimamente selecionadas.

Ainda na ação, a Polícia Civil prendeu Sara Taynara, filha de Jaerly, pois a mesma estava portando um revólver calibre .38 e vários cartões de benefícios previdenciários em nome de terceiros.

Mãe e filha foram encaminhadas à sede da delegacia de Santa Luzia, onde permanecem presas até suas transferências para um unidade prisional feminina.

PM é preso após balear homens que estavam com ex-namorada dele


O policial militar Cláudio Lago, lotado em Bacabal, está preso no Presídio Manelão, no Comando Geral da PM, em São Luís.

Ele foi preso em flagrante no último domingo (11) por tentativa de homicídio contra dois homens que estavam com a sua ex-namorada durante um show da Banda Tropykália, em São Luís Gonzaga.

Segundo informações preliminares, a ex-namorada do militar estava dançando com dois homens, quando foi avistada pelo autor do crime. Em seguida, o PM disparou vários tiros contra o trio.

Uma das vítimas foi baleada na cabeça e encontra-se no hospital. Outro homem alvejado pelo policial já está em casa se recuperando. O motivo do crime teria sido ciúmes.

Não seria a primeira vez que o policial militar Cláudio Lago se envolve em confusão desta natureza. Quando estava lotado na cidade de Imperatriz também teria disparado tiros contra sua namorada pelos mesmos motivos.

Enfermeira que atropelou e matou cão em São Luís é multada em quase R$ 25 mil


Ana Giselly Atan foi condenada a pagar multa de quase R$ 25 mil reais, que será destinada ao Hospital Veterinário Universitário da Uema e a instituição filantrópica.

A enfermeira Ana Giselly Atan, acusada de atropelar em agosto deste ano dois cães em São Luís, foi condenada pela Justiça do Maranhão a pagar uma multa de R$ 20 mil pela morte da cadela Duquesa e as lesões causadas ao cão Pepe. A audiência foi realizada na nesta segunda-feira (12) na capital.

De acordo com a decisão, o valor será destinado ao Hospital Veterinário Universitário da Universidade Estadual do Maranhão (Uema). Além da quantia, a enfermeira deverá pagar outra multa no valor de cinco salários-mínimos que serão revertidos para uma instituição filantrópica, que ainda será definida. A audiência teve a participação do promotor do Ministério Público do Maranhão (MPMA), Fernando Barreto.

Entenda o caso
O caso aconteceu em 14 de agosto no bairro Residencial Pinheiros, na capital. Imagens da câmera de segurança de uma residência mostraram o momento em que Ana Giselly atropelou os dois cães da raça pastor alemão. O vídeo mostra o carro de Ana Giselly acelerando e passando por cima dos cães Duquesa e Pepe. Os cachorros sofreram inúmeros ferimentos e somente Pepe conseguiu sobreviver.

Após o atropelamento, a Ana Giselly foi afastada do cargo de enfermeira na Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH). Em seguida, ela se manifestou por meio de nota e afirmou que não tinha intenção de atropelar os dois cães e disse que o ato não passou de “um infeliz acidente e que está trazendo a ela e sua família um profundo abalo e que jamais havia maltratado qualquer animal”.

Em depoimento na Delegacia Especial do Meio Ambiente (Dema), Ana Giselly Atan disse que não queria atropelar os cachorros e sim afastá lós das pessoas que estavam na rua. Após ter prestado depoimento, ela foi liberada e respondeu o processo em liberdade.

A dona dos dois cães, a professora universitária Leila Cristina Oliveira estava concluindo seu doutorado na Bahia, quando soube do atropelamento dos cães. Segundo a professora, os cachorros estavam na rua após uma tentativa de invasão da sua residência. Após o arrombamento, o portão da casa ficou danificado e os cães acabaram indo para a rua.

Com informações do G1 Maranhão

Ex-prefeito de cidade da Paraíba é morto pelo pai após ser confundido com assaltante


Alyson foi até a casa do pai e tentou arrombar a porta, depois de ser chamado por vizinhos porque uma fumaça estava saindo da casa dele e ninguém conseguia acordá-lo

O ex-prefeito da cidade de Baraúna, no Curimataú da Paraíba, Alyson Azevedo, de 37 anos, foi morto pelo próprio pai após ser confundido com um assaltante na noite desta segunda-feira (12).

De acordo com a Polícia Civil, Alyson foi até a casa do pai e tentou arrombar a porta, depois de ser chamado por vizinhos porque uma fumaça estava saindo da casa dele e ninguém conseguia acordá-lo.

O pai, Adilson Azevedo, que também foi prefeito da cidade, atirou de dentro da casa contra o filho achando que se tratava de um assalto. Alyson Azevedo foi baleado no peito, chegou a ser levado para o Hospital de Picuí, mas não resistiu e morreu.

A fumaça que saía da casa e chamou a atenção dos vizinhos era de uma panela que estava no fogão. O pai, Adilson Azevedo, vai prestar depoimento à polícia nesta terça-feira (13) sobre o caso.

Alyson Azevedo foi eleito prefeito da cidade de Baraúna em 2008, pelo MDB, enquanto seu pai, Adilson Azevedo, foi o candidato eleito das Eleições 2000, pelo mesmo partido, na época ainda PMDB.

Com informações do G1

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...